Miley Cyrus e Stefano Gabbana discutem por política

Redação - O Estado de S.Paulo

Cantora discorda do apoio da Dolce & Gabbana à Melania Trump. Estilista respondeu

Miley Cyrus apoiou a candidata Hilary Clinton na última eleição americana

Miley Cyrus apoiou a candidata Hilary Clinton na última eleição americana Foto: REUTERS/Brendan McDermid

A cantora Miley Cyrus e o estilista Stefano Gabbana estão trocando farpas nas redes sociais desde domingo, 20. A briga começou quando a americana parabenizou seu irmão Braison Cyrus pela estreia nas passarelas da marca italiana, frizando que não concorda com o posicionamento político da grife. 

"Eu te amo, Prince Sugar Bear, e te parabenizo por sua experiência! Estou orgulhosa de você sempre, de Nashville até a Itália! PS. D&G eu discordo veemente da sua política... porém apoio o esforço da marca em celebrar novos artistas e dar a eles a plataforma para brilhar!" escreveu ela no Instagram. 

No texto, Miley se refere ao apoio dos italianos à Melania Trump. Enquanto diversas marcas se recusaram a vestir a primeira-dama americana, a grife frequentemente empresta looks para ela e compartilha fotos no Instagram. Por causa desse posicionamento, internautas sugeriram um boicote à empresa, que respondeu criando uma camiseta com a hashtag '#Boycott Dolce & Gabbana', à venda por 245 dólares. 

 

Dolce&Gabbana boycotts itself. #BoycottDolceGabbana t-shirts available from tomorrow on our Online Store. Photo by Nello Esposito

Uma publicação compartilhada por Dolce & Gabbana (@dolcegabbana) em

Stefano Gabbana não gostou das palavras de Miley Cyrus e respondeu no post da cantora. "Por causa de seu comentário estúpido, eu nunca mais vou trabalhar com ele", escreveu.

No seu Instagram, o estilista postou a mesma foto de Braison com uma legenda continuando a briga com a cantora. "Somos italianos e não ligamos para política, principalmente a americana! Fazemos vestidos e achar que pode fazer política com um post é simplesmente ignorante. Não precisamos dos seus posts e comentários, então da próxima vez nos ignore!! #boycottdolcegabbana."