Le Lis Blanc retira peça de circulação por acusação de plágio

Redação - O Estado de S. Paulo

Estampa da artista plástica Karen Hofstetter foi comercializada em e-commerce da marca

Le Lis Blanc

Le Lis Blanc Foto: FOTO ANDRE LESSA/AE

A marca Le Lis Blanc, pertencente ao grupo Restoque – que também gerencia grifes como John John, Bo.Bô, Dudalina e Rosa Chá - foi acionada na Justiça, acusada de copiar a estampa da artista Karen Hofstetter em uma de suas camisetas

Karen inicialmente notificou a marca através de sua assessoria jurídica. Porém, a empresa respondeu que não iria retirar o produto de circulação ou efetuar o pagamento por uso da obra. “Eles alegam que pegaram a obra da nossa cliente na internet e que não sabiam a procedência. No entanto, para utilizar qualquer obra, é necessária a autorização do autor, seja para qual for a finalidade --principalmente, se for comercial”, afirma a advogada de Karen, Marina Flandoli, do escritório Flandoli Ajzen Advogados.

Por ordem judicial, a peça não está mais disponível na loja virtual da marca, e seu anúncio também foi retirado do ar. Até o fim da reportagem, a assessoria da Le Lis Blanc não se pronunciou sobre o ocorrido. 

Imagem da artista plástica Karen Hofstetter, copiada pela Le Lis Blanc em camiseta

Imagem da artista plástica Karen Hofstetter, copiada pela Le Lis Blanc em camiseta Foto: Karen Hofstetter