Google lança projeto de moda em plataforma digital de cultura

Isabela Serafim - Especial para O Estado de S. Paulo

‘We Wear Culture’ traz acervos de museus e dossiês de estilistas no aplicativo ‘Arts & Culture’

Comme des Garçons no 'We Wear Culture'.

Comme des Garçons no 'We Wear Culture'. Foto: Google Arts & Culture

A grande novidade para os fashionistas que amam tecnologia é o ‘We Wear Culture’, segmento de moda do Google Arts & Culture, plataforma digital com conteúdo artístico do mundo inteiro. Lá, o usuário pode encontrar acervos de mais de 180 museus, arquivos de 42 países e dossiês que contam a história da vestimenta de cada época.

Com a missão de democratizar a moda e ampliar o acesso a informações da área, o aplicativo ainda traz funções inovadoras, como o street view, como o do Maps, só que em locais fechados. O usuário consegue passear pelos acervos dos museus como se fosse a função oferecida pelo satélite de rua. Também há experiências projetadas para realidade virtual, que devem ser assistidas com óculos específico. 

Acervo 'We Wear Culture'.

Acervo 'We Wear Culture'. Foto: Google Arts & Culture

Entre os destaques da plataforma estão a maior coleção de figurinos do mundo no Laboratório de Conservação do Instituto de Vestuário da Metropolitan Museum of Art, de Nova York, a Almofada dos sonhos de Condé Nast, o palácio de Versalhes e a Casa do Patrimônio Africano, no Quênia. Além disso, artigos sobre questões sustentáveis, economia e negócios. 

Ferragamo no acervo do 'We Wear Culture'.

Ferragamo no acervo do 'We Wear Culture'. Foto: Google Arts & Culture

O ‘We Wear Culture’ também traz conteúdos brasileiros, como um compilado sobre o estilo de Carmen Miranda e a exposição da coleção Rhodia, que pertence ao acervo do MASP (Museu de Arte de São Paulo Assis Chateaubriand). O Instituto Moreira Salles, o Museu do Futebol e o Museu da Pessoa pertencem à lista de parceiros do País.