Ensaio 'gender fluid' com Gigi Hadid e Zayn Malik causa polêmica

Redação - O Estado de S.Paulo

Capa de agosto da Vogue América fala sobre não binários

Gigi Hadid e Zayn Malik foram criticados por ser um casal hétero interpretando algo do mundo LGBT

Gigi Hadid e Zayn Malik foram criticados por ser um casal hétero interpretando algo do mundo LGBT Foto: Instagram.com/Vogue

Roupas sem gênero não são exatamente uma novidade no mundo da moda. Louis Vuitton, Gucci e Vetements são algumas das grifes que abraçaram o conceito e colocaram nas passarelas e campanhas pessoas quebrando o estereótipo. Entrando nessa onda, a Vogue América fez sua edição de agosto celebrando os não binários, com ensaio estrelado por Gigi Hadid e Zayn Malik. A chamada anuncia que o casal faz parte da nova geração que apoia o movimento de pessoas que não se identificam com apenas um gênero e transitam entre os dois. Porém, o fato gerou revolta nas redes sociais - os internautas afirmaram que usar roupas do parceiro não faz uma pessoa ser 'gender fluid'. 

Na entrevista, eles conversam sobre usarem roupas um do outro. Sobre uma camiseta Anna Sui de Gigi, que Malik pegou emprestada, ele fala: "Se serve em mim, e daí? Não importa se foi feita para uma garota". A modelo concorda e continua. "Totalmente. Não é sobre gêneros. É sobre formas e o que você se sente bem naquele dia. E, de qualquer forma, é divertido experimentar." 

No Twitter, internautas criticaram o posicionamento da revista e relataram que o casal não pertence à comunidade LGBT. 

"Homens e mulheres trocando de roupa não representa a fluidez de gênero porque eles ainda são HOMEM e MULHER. Esse é o ponto"

"Acho que a Vogue está confusa sobre o que é fluidez de gênero! Usar a camiseta da sua namorada não te faz 'gender fluid'"

Procurada pelo portal Fashionista, a Vogue declarou:

"A intenção foi mostrar o impacto que as comunidades de gênero fluido e não binários têm na moda e na cultura. Pedimos desculpas porque a história não refletiu esse espírito - nós perdemos o ponto. Queremos continuar essa conversa de forma mais sensível."