'É um absurdo os jovens aplicarem botox', diz especialista em tratamentos naturais

Jorge Grimberg* - Especial para O Estado de S. Paulo

A cosmetóloga Roseli Siqueira defende a melhoria na postura corporal e exercícios faciais como formas de combater o envelhecimento e diz que o excesso de químicos pode até causar paralisia

Roseli Siqueira com a top Izabel Goulart em tratamento estético

Roseli Siqueira com a top Izabel Goulart em tratamento estético Foto: Instagram

Os jovens estão estressados. Pressionados, buscam por sucesso profissional, seguidores nas redes sociais, um bom salário, relacionamentos estáveis e, ainda por cima, sair bem na foto. Para auxiliar essa geração, cada vez mais cedo, aplicações de toxina botulínica, o famoso botox, e tratamentos para manchas com laser, são recomendados por dermatologistas para uma pele mais lisa e perfeita. 

 

Esses serviços provenientes da medicina estética apresentam soluções que resolvem os problemas a curto prazo, de seis meses a um ano, mas não mudam a pele. Na busca pelo que existe de mais novo nessa área, me deparei com um movimento inverso: a aceitação do tempo e tratamentos com produtos naturais e orgânicos. 

 

Uma inteligência nova que ensina a parar de esticar a pele e, em vez disso, reeducá-la, como defende a cosmetóloga Roseli Siqueira. Visionária e polêmica, a profissional tem entre seus clientes da top Izabel Goulart e da cantora Fafá de Belém. Com mais de 30 anos de carreira, ela mostra uma nova visão sobre o envelhecimento e o combate a ele, como você confere na entrevista a seguir.

 

Qual é a sua visão sobre envelhecimento?

De acordo com o estilo de vida da pessoa, ela envelhece de uma forma diferente. O corpo é uma máquina perfeita. A criação do homem foi a maior criação do mundo. É como se tivéssemos que voltar no tempo para perceber todas as características do corpo humano. Quem trabalha por horas sentado no computador, por exemplo, inicia o envelhecimento pela cervical. A coluna tem um papel fundamental no nosso corpo. Como é que você vai fazer um laser forte para renovar as suas células se sua coluna está danificada?

 

Mas o que uma coisa tem a ver com a outra?

O rosto está totalmente conectado às nossas emoções e sensações. Quando você trabalha muito e digita muito, fica com a cervical totalmente travada. Está instalado um envelhecimento aí. É como se a musculatura perdesse os tônus pelo esforço executado pela cervical e o contorno do rosto. Com o uso dos celulares, as pessoas vivem com o pescoço esticado para frente. Com a cervical tensa, o musculo não se alonga, atrofia e acaba mudando o contorno do rosto. Existem muitas técnicas de massagens e trocas eletromagnéticas para aliviar essa tensão e evitar o envelhecimento por meio da atrofia.

 

Como explicar para uma mulher de 30 anos que ela deve cuidar da postura em vez de fazer aplicações de toxina botulínica?

Ela precisa, na verdade, acordar para a vida. Com a massagem, você consegue realinhar os músculos. É como se você fizesse uma ginástica facial. A pessoa vê diferença. A expressão fica outra. É importante cada pessoa ter a consciência de que quando faz um trabalho natural, precisa de continuidade para recondicionar a sua musculatura. O rosto começa a entender uma nova proposta. Isso entra na memória celular como registro, seu corpo começa a registrar uma vida nova e isso você nunca mais perde. É uma aprendizagem constante.

 

Mas aliar tratamentos e massagens a produtos químicos não seria uma solução?  

Quando você faz um laser forte para tirar manchas ou rejuvenescer, obriga o rosto a passar por uma regeneração celular intensa, criando uma nova superfície. Essa pele nova que você criou, de repente, começa a dar problemas. A elasticidade vai embora, mas manchas e viço também. O ambiente externo continua normal, então mesmo se você passar um filtro solar fator 100, algo que também sou contra, a pele mancha. A sensibilidade fica tão grande que as pessoas podem ter problemas, pois as propriedades naturais da pele são quebradas.

 

O que você acha do uso da toxina botulínica como método de prevenção do envelhecimento?

Acho um absurdo essas meninas com 26 anos aplicando botox. Os grandes laboratórios criaram uma consciência nos médicos de que a aplicação da toxina botulínica tira as rugas. Realmente, estou de acordo, as linhas vão sumir. Mas, o botox é uma droga e o excesso da toxina botulínica pode levar a uma paralisia. É um acúmulo de toxinas no corpo. Mais do que uma mudança de processos, é uma mudança de valores e estilos de vida. De buscar recursos da natureza e do próprio corpo para estar bem em qualquer idade, sem usar químicos agressivos que transformam a curto prazo. Quando você vai em busca do seu equilíbrio energético, rejuvenesce. 

*Jorge Grimberg é empresário, escritor, consultor de moda e especialista em tendências.