Cena deletada de 'O Diabo Veste Prada' traz nova percepção sobre Miranda Priestly

Redação - O Estado de S.Paulo

Personagem de Meryl Streep ficou famosa por ser implacável com suas assistentes

O livro 'O Diabo Veste Prada' virou filme em 2006

O livro 'O Diabo Veste Prada' virou filme em 2006 Foto: Reprodução de cena de 'O Diabo Veste Prada' (2006)/ Twentieth Century Fox

O filme 'O Diabo Veste Prada', lançado em 2006, é um marco entre os apaixonados de moda. A relação de Andy Sachs (Anne Hathaway) com sua chefe Miranda Priestly (Meryl Streep), diretora de redação da revista fictícia Runway, é um ícone da cultura pop, principalmente por causa do tratamento implacável de Miranda com suas assistentes. 

Porém, uma cena deletada do longa, compartilhada pelo jornalista norte-americano Spencer Althouse, muda toda a dinâmica entre elas. Na sequência, Andy e Emily (Emily Blunt) estão acompanhando a chefe em um baile para lembrá-la do nome dos convidados, quando o marido de Miranda aparece bêbado, a constrangendo em frente aos presentes. Para minimizar o desconforto da situação, Andy distrai Mr. Ravitz, chefe delas. Pelas costas dele, Miranda agradece a assistente, se mostrando mais cordial do que em toda a história.

Relembre 10 curiosidades sobre o filme: