Califórnia cria projeto de lei para banir a venda de produtos de beleza testados em animais

Redação - O Estado de S. Paulo

Marcas teriam até 2020 para encontrar alternativas de produção

Testes são feitos em animais como camundongos, coelhos e cachorros

Testes são feitos em animais como camundongos, coelhos e cachorros Foto: Pixabay/ @12019

A discussão dos testes em animais não é novidade na indústria da beleza e, cada vez mais, marcas preocupadas com isso aparecem no mercado. Porém, a Califórnia, nos Estados Unidos, está tomando uma ação ativa nesta luta. O projeto de lei criado pela senadora Cathleen Galigiana propõe que cosméticos testados em animais sejam banidos das prateleiras de todo o Estado.

O projeto é apoiado pela ONG Cruelty Free International e pela marca pioneira em itens ‘cruelty-free’, a Lush Cosmetics. Se a lei for aprovada, será “ilegal que qualquer empresa importe ou venda qualquer tipo de cosmético, incluindo higiene pessoal, como desodorante, shampoo ou condicionador, na Califórnia, se o produto final ou qualquer componente do item seja testado em animais depois de 1º de janeiro de 2020”, de acordo com a declaração dada pelo escritório da senadora.