Amor na palma da mão

Luiz Fernando Toledo - O Estado de S.Paulo

Namoro virtual: especialista aponta que smartphones e internet estão consolidados como alternativa social, mas ressalta cuidados.

smartphones e internet estão consolidados como alternativa social,

smartphones e internet estão consolidados como alternativa social, Foto: Sebastião Moreira/EFE

O rapaz era bonito, papo fluía, uma bela voz. Conversa foi, histórias se entrelaçaram e a estudante de Sorocaba Flávia Alves, 21 anos, viu-se “amarrada” a um jovem que conheceu pelo Facebook. Chamava-se Renan e morava no Rio de Janeiro. Trocaram contatos no Skype e mantiveram o diálogo por um mês. A paixão seria certeira, não fosse um pequeno detalhe: o galanteador virtual nunca aceitava conversar pela webcam. O mistério aguçou o interesse da jovem, mas também a desconfiança. Foi descobrir mais tarde que o rapaz era, na verdade, mulher. Um baque para Flávia, que marcava até viagem para encontrá-lo.