Toques de cor

Mariana Abreu Sodré - O Estado de S.Paulo

Saiba como usar os tons que incrementam as produções de inverno e antecipam o que também será moda no verão

Tons cítricos, iluminados, energéticos. Fortes, vibrantes, fluorescentes ou intensos. Você pode escolher qualquer uma dessas denominações para se referir às cores da moda. Ou, então, só falar amarelo, verde-limão, laranja, azulão e companhia. Enfim, não importa como classificar esses tons, mas sim como tirar proveito deles na moda. O que, vale lembrar, não é lá muito simples: afinal, tudo que berra é perigoso. A consultora e editora de moda Lilian Pacce alerta sobre possíveis equívocos que podem acontecer: - Essas cores acendem literalmente o look. Então, é preciso cuidado para não parecer um guarda de trânsito, que é visto a quilômetros de distância. O cítrico vem para acender os neutros básicos como cinza, cáqui, branco e até os escuros, como marinho e preto. Mas se você já passou de uma certa idade, acenda só um pontinho: algum acessório como a bolsa ou sapato, por exemplo. Lilian avisa que esta tendência flúor - que já circulou pelo inverno do hemisfério norte - vai "acender" de verdade no próximo verão. Uma boa dica é aproveitar para comprar peças desse gênero nas liquidações de inverno que pipocam por aí. Herança dos anos 60 e 80, tais colorações voltaram com força à cena fashion, numa tendência chamada "new rave", um desdobramento da new wave oitentista, como explica Lilian Pacce. Inaugurada nos desfiles internacionais de verão, esta corrente foi posta em prática por alguns estilistas brasileiros neste inverno, que ainda não acabou. Caiu muito bem com o cinza, outra tendência mundial, que foi eleito a cor da estação. As antenadas brasileiras já estão "acendendo" seus looks por aí. E você?