Série de entrevistas terá mais dois candidatos

Renata Cafardo - O Estado de S.Paulo

As eleições para reitor na USP serão em outubro. Todos os professores titulares da instituição (cerca de mil) podem receber votos, mas tradicionalmente alguns se declaram candidatos. O ?Estado? começou em junho uma série de entrevistas com os seis postulantes ao cargo. O primeiro deles foi o diretor da Faculdade de Direito, João Grandino Rodas, seguido do diretor do Instituto de Física de São Carlos, Glaucius Oliva, e do pró-reitor de pós-graduação, Armando Corbani. As entrevistas são publicadas com intervalo de 15 dias. Os próximos serão o pró-reitor de cultura e extensão, Ruy Altafim, e o diretor da Faculdade de Arquitetura e Urbanismo, Sylvio Sawaya.. João Grandino Rodas "A comunidade universitária deve debater e aprovar uma nova estrutura de poder. Há várias modalidades que podem ser implementadas, entre as quais a eleição paritária. A solução deve ser mais do que mero mimetismo de outras instituições" Glaucius Oliva "O papel de uma universidade de excelência como a USP tem de ser o de melhorar o sistema de educação superior como um todo. E uma das maneiras de fazer isso é participar de exames nacionais. Ter níveis altos mostra que o restante pode melhorar" Armando Corbani "A gente tem de usar a tecnologia de informação em todas as áreas educacionais e administrativas. Isso não significa que vai substituir a aula presencial. Um curso a distância deve ser, no momento, um laboratório de experimentação"