Psicóloga que ''cura gays'' é censurada por conselho

Lisandra Paraguassú - O Estado de S.Paulo

O Conselho Federal de Psicologia (CFP) decidiu censurar publicamente a psicóloga Rozângela Alves Justino por oferecer terapia como "cura" para homossexuais. Evangélica, Rozângela havia sido punida com censura pelo Conselho Regional de Psicologia do Rio (CRP-RJ), onde é registrada. Ainda assim, confirmou ontem que pretende continuar com o trabalho. A censura pública é o terceiro grau de punição a um profissional. Mais graves são a suspensão por 30 dias ou mais e a cassação do registro. Apesar de ter violado a resolução da entidade de que a homossexualidade "não constitui doença nem distúrbio nem perversão", o presidente do Conselho, Humberto Verona, explicou que a entidade não poderia ter agravado a pena imposta pelo CRP-RJ porque foi Rozângela quem recorreu ao CFP. Mas a situação pode mudar se a psicóloga seguir com o trabalho. Se for denunciada novamente e for aberto processo, Rozângela pode perder o registro. Segundo o CFP, psicólogos não podem sugerir mudança da orientação da pessoa nem oferecer tratamento, mesmo se procurados por clientes em sofrimento psíquico decorrente da opção sexual. À Agência Brasil, Rozângela afirmou que vai continuar a oferecer a "cura". "As pessoas têm direito de procurar esse apoio." Também disse que vai recorrer à Justiça Federal.