Prefeitura compra Colégio Marista

Rejane Lima, SANTOS - O Estado de S.Paulo

Escola em Santos formou alunos como o ex-governador Covas

Depois de 105 anos de história e de formar alunos como o ex-governador Mário Covas, o judoca campeão olímpico Rogério Sampaio e o ator Nuno Leal Maia, o Colégio Marista de Santos, antigo Colégio Santista, encerra as suas atividades no fim deste ano. Em seguida, suas portas serão abertas à comunidade: o complexo educacional, que ocupa um quarteirão no centro de Santos, foi comprado pela prefeitura da cidade. Com 15 mil metros quadrados de área total e 12 mil de área construída, o impecável prédio com laboratórios, quadras esportivas e um ginásio foi negociado por R$ 21 milhões - com tudo que há dentro dele. O negócio foi anunciado no início do mês e a primeira parcela, de R$ 8 milhões, será paga à mantenedora, a Associação Brasileira de Educação e Cultura, ainda em 2009, com o restante sendo parcelado em três anos. Segundo a diretora educacional do colégio, Neusa Guilherme, a instituição conseguiu manter o alto padrão pedagógico, mas, por ficar em uma região desfavorecida, perdeu alunos ao longo dos anos, passando, assim, a uma situação deficitária. Com capacidade para atender até 1,8 mil estudantes, hoje mantém 440 da pré-escola ao ensino médio, com mensalidades de R$ 350 a R$ 580. Ex-aluno, o prefeito de Santos, João Paulo Tavares Papa (PMDB), associa ao colégio as melhores lembranças de sua infância e juventude. Papa afirma que o prédio será usado para ampliar o Escola Total, projeto de educação em período integral que atende 29% dos alunos da rede. "O complexo também beneficiará a comunidade do centro, única região que não oferece às crianças espaços de lazer e esporte", diz.