Por que o senhor escolheu a medicina veterinária?

Agencia Estado - O Estado de S.Paulo

O princípio para a profissão é gostar dos animais. Mas eu tinha uma convivência boa com filhos de um excelente veterinário e sempre estive muito perto da profissão. Em alguns casos, eu podia acompanhá-lo e ele sempre nos mostrava o lado positivo do que fazia. Como todo adolescente, na hora de decidir o curso, eu fiquei cheio de dúvidas. Naquela época, toda família japonesa tinha um dentista ou engenheiro. Como sou descendente, estaria contrariando a tendência. Além disso, existia um certo preconceito com a profissão, diziam que eram aqueles que tentavam medicina e não conseguiam. Hoje, somos mais respeitados. Em todos esses anos de profissão, muitas coisas me marcaram, como a primeira eutanásia. É marcante para qualquer um, mesmo sabendo que estamos ajudando um amiguinho a não sofrer mais. Com 48 anos, sendo 24 de profissão, posso dizer que fiz a escolha certa. Agi por amor. Fernando Pereira Envie suas dúvidas para Av. Eng. Caetano Álvares, 55, Limão, cep. 02598-900