O vício da vaidade juvenil

Agencia Estado - O Estado de S.Paulo

A vaidade pode ser um vício que tem um tipo particular de aprisionamento que poucos conhecem. Quando a vaidade atinge este ponto, passa a ser um problema e melhora bastante se for tratada. A própria viciada pode, com freqüência, nem perceber que está viciada. A vaidade de usar um piercing, depois outro, e ficar insatisfeito com os muitos que já tem já mostra um vício nesta vaidade. Desenvolve-se a tolerância aos piercings que já tem e é atacada pela abstinência por querer mais um, quando sofre até que o tatuador lhe coloque mais um... que provavelmente não será o último. Quem faz uma tatuagem e a seguir quer fazer outra, e se já tem duas por que não três? Daqui a pouco o corpo já está quase totalmente coberto e a abstinência de preencher mais peles saudáveis o faz sofrer de ansiedade e angústia até sossegar com mais picadas do tatuador. Mais comum é a pessoa que começa a se maquiar, depois não consegue sair de casa se não tiver totalmente maquiada... Está aprisionada dentro da maquiagem, ela por si mesma nada lhe vale... Entre ela e os outros tem que existir sempre a maquiagem. A anorexia nervosa é uma espécie de psicose corporal. Já está fisicamente caquética mas a jovem continua se vendo "gordinha" e recusa comer. Ela começa geralmente com a vontade de emagrecer por vaidade. Esta anorexia ao contrário das antes citadas pode matar sua vítima.O vício da vaidade ataca os jovens que fazem da sua vida o que quiserem. Mas quando os pais ou os seus responsáveis estabelecem um limite firme e constante, os jovens acabam não progredindo para o vício.