O que elas querem

Ciça Vallerio - O Estado de S.Paulo

Mães relembram suas ambições quando tinham a idade das filhas. E a nova geração de leitoras do Feminino conta quais são suas principais metas hoje

Minha ambição é atuar mais no terceiro setor, pois adoro ajudar as pessoas. Atualmente sou voluntária de uma ONG, mas planejo no futuro fundar uma outra para crianças. Desejo também viajar bastante e fazer cursos no exterior. Mas tento ter os pés no chão para não sair delirando."

Cynthia, 20 anos

trabalha com a mãe e faz Relações Internacionais

Na idade da minha filha, estagiava no escritório de um dos meus professores da faculdade de Administração. Já pensava em ter meu próprio negócio, mas não sabia o quê. Acabei colocando os planos pessoais de lado para tocar o negócio da minha família."

Nathalia Landsberger, 45 anos

casada, empresária, mãe de Cynthia

Quando tinha 15, não me preocupava com o futuro. A vida era bem mais simples e havia menos estímulos. Não ligava para roupas de marca: era a minha mãe que costurava para mim. Meu foco era bailinho, namoro e amigos."

Rita Almeida, 49 anos

divorciada, publicitária, mãe de Gabriela

Quero ter uma carreira legal, mas não trabalhar tanto como minha mãe. Sonho em viajar, ter uma família e filhos. Quero aprender muito, mas ter tempo para diversão. Desejo ser reconhecida por algo, mas não sei bem o quê. Dinheiro não será prioridade."

Gabriela, 15 anos

estudante

Estudei Antropologia nos EUA, iniciando o sonho de trabalhar com pessoas e conhecer o mundo. Aos 21, já tinha viajado por diversos continentes."

Debora Schisler, 56 anos

casada, empresária da área de Educação, mãe de Giovana e Isabella

Não sei direito quais são os meus desejos, pois me interesso por muita coisa e sempre mudo de opinião. Gostaria de ser uma boa avó e ativa como as minhas duas avós."

Isabella, 15 anos

estudante do Ensino Médio

Planejo voltar a estudar francês, porque quero tentar uma bolsa na faculdade de Fotografia de Arles. Gostaria de reservar um ano e meio para dar a volta ao mundo, registrando tudo na minha câmera."

Giovana, 19 anos,

estudante de Cinema

Na idade dela, morávamos na Alemanha, para onde meu marido havia sido transferido. Trabalhava em uma escola. Queria transmitir para as crianças a diversidade cultural de cada lugar. E também desejava retomar minha produção literária."

Elisabeth Silberstein, 55 anos

casada, tradutora e escritora, mãe de Drika

Sou casada e tenho uma filha de 4 anos. Por isso, minha meta é conciliar da melhor forma possível os papéis de mãe, esposa e profissional. E quero cuidar mais de mim. Meu sonho é ter mais filhos e dar uma boa educação para eles. E também publicar meu livro."

Drika, 31 anos

professora do primeiro ano do ensino fundamental, em uma escola bilíngue

Quando tinha a idade da Aninha, estava em plena ascensão profissional, como gerente de produto, e havia concluído uma pós-graduação. Quando ela fez 6 anos, abri mão da carreira para ter meu próprio negócio e me dedicar mais à minha filha."

Ana Maria Leandro, 59 anos

divorciada, consultora de Marketing de Relacionamento, mãe da Aninha

Estou montando meu ateliê para desenvolver uma marca de roupas fitness e biquínis sob medida, que já estou vendendo bem. Também quero desenvolver uma linha bem brasileira de praia, e exportá-la. Pretendo viajar pelo mundo, comercializando meus produtos e pesquisando moda. Quero ainda ter grana para comprar um apê à vista."

Aninha, 28 anos

formada em Moda

Desejo me casar e ter dois filhos, mas também quero me formar para trabalhar com criança. Faço balé desde os 6 anos, e não quero parar."

Ana Carolina, 20 anos

cursa Psicologia

Na idade delas, queria casar, ser esposa, mãe e dona de casa."

Eliani Mischiatti, 51 anos

dona de casa, divorciada, mãe de Ana e Beatriz

Ao contrário da minha mãe e irmã, não planejo casar nem ter filhos. Quero minha independência financeira."

Beatriz, 21 anos

cursa Publicidade e trabalha em uma consultoria de RH

Minha ambição na época era ter condições de dar a melhor educação para as meninas."

Deborah Ferrão Sant?Anna, 56 anos

casada, mãe de Marcella e Erika

Meu desejo é me casar em 2010, mas vou esperar uns dois a três anos para ter filhos."

Marcella, 28 anos

formada em Moda, com sua própria loja e marca

Pretendo me casar, mas quero comprar nossa casa antes. E quero ter filhos."

Erika, 33 anos

formada em Administração e Engenharia Têxtil, cuida da administração da loja da irmã

Não desejava ser dona de casa, como minha mãe. Não queria me casar, mas sim curtir a vida e crescer na profissão."

Rosana Lovato, 44 anos

divorciada, gerente de Recursos Humanos, mãe de Thaís

Ao contrário da minha mãe, quero ser mãe nova, até os 25 anos."

Thaís, 17 anos

estuda Arquitetura

Queria curtir a família. E meu sonho era aprender a dirigir."

Denise Oliveira Souza, 42 anos

casada, esteticista, mãe de Pamela

Minha maior ambição é ser independente. Não quero me casar tão cedo. A prioridade é a profissão."

Pamela, 21 anos

estuda Fisioterapia

Escutava da minha mãe que mulher não precisava estudar, nem ser muito inteligente. Profissão não era prioridade, mas sim família. Abdiquei da carreira para cuidar dos filhos e marido. Mas, junto com meus filhos, abri uma empresa. Estou realizando agora o que não pude aos 26 anos."

Elisa Santos Rosa, 53 anos

casada, psicóloga por formação e empresária, mãe de Joana

Pretendo expandir meu negócio, que considero um filho. Para isso, quero fazer um curso na área de planejamento estratégico. Gostaria também de fazer uma pós-graduação em comunicação global em Marketing, um curso que tem em Boston, e levar a minha marca para o exterior."

Joana, 26 anos

formada em Publicidade e Psicologia nos Estados Unidos, sócia da loja da mãe