Nova secretária de SP é especialista em avaliações

Renata Cafardo - O Estado de S.Paulo

Maria Helena ajudou a criar, no governo FHC, o Provão e o Enem

A nova secretária de Educação do Estado de São Paulo, Maria Helena Guimarães de Castro, ficou conhecida durante o governo Fernando Henrique Cardoso como a especialista em avaliações. Braço direito do ex-ministro Paulo Renato Souza, ela ajudou a criar no País exames como o Provão e o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). Agora, como secretária, ela defende que os resultados das avaliações precisam chegar às salas de aula paulistas para a qualidade do ensino público melhorar. "Há escolas que às vezes parecem semelhantes, mas têm resultados muito diferentes", diz, sobre o desempenho dos alunos em exames como o Saresp (feito apenas no Estado) e o Saeb (realizado com crianças em todo o País). "É preciso ter um canal forte de comunicação com as escolas e com as famílias para que elas possam saber quais são as estratégias de aprendizagem e outras prioridades", completa. Maria Helena vai continuar com a política que coloca um professor a mais nas salas de aula dos primeiros anos do ensino fundamental. "Já melhorou um pouco, mas a alfabetização ainda tem de ser prioridade", afirma. Ela fala ainda em reforma no currículo de 5ª a 8ª séries, o que já era a proposta de Maria Lúcia Vasconcelos. Para o presidente do sindicato dos professores da rede estadual (Apeoesp), Carlos Ramiro, a nova secretária não deve mudar a política do governo Serra. "Não adianta colocar estagiário para ajudar professor. É preciso melhorar a estrutura das escolas, as condições de trabalho e o salário dos professores." Para o ex-presidente do Conselho Estadual de Educação Marcos Monteiro, foi uma "feliz escolha". " Maria Helena é reconhecida nacionalmente pela sua competência", completa. Segundo ele, seu principal desafio será melhorar a qualidade do ensino em um Estado que já tem 99% de suas crianças nas escolas. Maria Helena ocupou o cargo de secretária de Assistência e Desenvolvimento Social e de secretária de Ciência e Tecnologia no governo de Geraldo Alckmin. No MEC, foi ainda secretária-executiva e secretária do Ensino Superior.