Médicos analisam hoje proposta de aumento

- O Estado de S.Paulo

A crise nas emergências dos hospitais públicos de Pernambuco pode se encerrar hoje, quando os médicos realizam assembléia para avaliar a última proposta do governo do Estado: reajuste de 7% no salário-base, 92% na gratificação do plantão e implementação do plano de cargos e carreiras. Desde o início da mobilização da categoria, há cerca de dez dias, 59 médicos das emergências de três hospitais do Recife pediram demissão. Outros 240 encaminharam cartas de intenção de afastamento.