'Lado A, lado B' homenageia as mulheres e destaca propinas bilionárias da Odebrecht

- O Estado de S.Paulo

Os gêmeos Pedro e Juliano Labigalini, de 17 anos, resumem e comentam as notícias da semana no canal do ‘Estadão’ no YouTube

SÃO PAULO - No Lado A, lado B desta semana, os gêmeos Pedro e Juliano Labigalini, de 17 anos, falam sobre os protestos que marcaram o Dia Internacional da Mulher no Brasil e em diversos países ao redor do globo.

Em reportagem especial, o Estado ouviu 25 brasileiras que moram ou já moraram em países da América, Europa, África, Ásia e Oceania sobre como é a vida e como se sentiram em cada um desses lugares. Confira aqui.

Os irmãos também destacam a movimentação bilionária do "departamento da propina" da Odebrecht, que funcionou ativamente por quase uma década. Segundo depoimento de um ex-executivo da empreiteira ao TSE, foram pagos - de forma ilícita - US$ 3,4 bilhões entre 2006 e 2014.

Ele foi ouvido no âmbito da ação que investiga abuso de poderes político e econômico na campanha presidencial de 2014, a qual pode gerar a cassação da chapa Dilma-Temer.

Veja esses e outros comentários no vídeo abaixo:

O programa é uma iniciativa do Estadão para o público jovem e tem uma nova edição toda sexta-feira, às 16h, com as principais notícias publicadas no jornal durante a semana, em um vídeo de até 3 minutos. Para assistir, assine o canal do Estadão no YouTube.