Laboratório lança programa popular

Agencia Estado - O Estado de S.Paulo

Sem dinheiro para bancar um plano de saúde? Menos dinheiro ainda para o atendimento particular? Seus problemas acabaram. O conceituado laboratório Lavoisier acaba de lançar um braço popular para oferecer sua tecnologia a quem não pode desembolsar gordas quantias. O preço cobrado pelo Lavoisier Popular é acessível mesmo. Um teste de glicemia, que em instituições convencionais custa cerca de R$ 28, sai sete vezes mais barato: apenas R$ 4. ?Queremos proporcionar a todas as classes sociais o acesso a serviços e produtos relacionados à saúde, com qualidade e tecnologia atualizadas. Isso inclui desde testes simples, como o de glicose, até exames mais complexos, como a tomografia e a ressonância magnética?, diz a gestora de negócios do laboratório, Mara Dreger. De início, apenas as unidades Lavoisier da Zona Leste participam do programa. São elas: Aricanduva, Carrão, Guarulhos, Itaim Paulista, Itaquera, Mooca, Penha, São Mateus. Tatuapé, Vila Maria e Vila Prudente. Se a demanda for intensa, o laboratório deve ampliar seu atendimento popular. De acordo com uma pesquisa realizada pelo Instituto Intersicience, não deve faltar público para o projeto proposto pelo Lavoisier. O estudo apontou que 64% da população da Grande São Paulo não possui plano de saúde. Sem poder pagar pelo atendimento particular, muita gente deixa de fazer os exames prescritos pelo médico. Para realizar simples exames de rotina, como hemograma, colesterol e glicemia, é necessário desembolsar aproximadamente R$ 194, quantia que corresponde a mais da metade de um salário mínimo. O mesmo pacote, realizado pelo novo plano popular, custa R$ 47. Cuidar da saúde é ainda mais caro para as grávidas, já que elas necessitam fazer vários exames periodicamente. Para realizar um ultra-som obstétrico, por exemplo, paga-se cerca de R$ 171 nos laboratórios convencionais. O exame, um procedimento muito importante para verificar a saúde do bebê, é oferecido a R$ 38 pelo programa do Lavoisier. A medição dos níveis do hormônio TSH no sangue é outro procedimento imprescindível para diagnosticar doenças muito perigosas, como o hipertireoidismo. Pacientes com tremores, sudorese excessiva, cabelos finos, taquicardia e aumento de volume da tireóide devem passar pelo exame, orçado em R$ 74 pelo sistema particular e em R$ 28 no modo popular. Exames ginecológicos também constam na lista de serviços oferecidos pelo Lavoisier. O Papanicolau, obrigatório para todas as mulheres que mantêm uma vida sexual ativa, sai por apenas R$ 17, quando normalmente custa cerca de R$ 59. Vale ressaltar que este procedimento é preventivo: ele ajuda a detectar alterações celulares que podem desencadear o câncer de colo uterino. Deve ser realizado, no mínimo, uma vez ao ano. Check-up >>Glicemia R$4 >>Hemograma completo R$ 8 >>Colesterol total R$ 35 >>Urina tipo 1 R$ 9 >>Parasitologia R$ 11 >>Teste de gravidez Beta HCG R$ 25 >>TSH R$ 28 >>Raio X (1 ou 2 incidências) R$ 30 >>Ultra-som Ginecológico R$ 29,50 >>Ultra-som Obstétrico R$ 38 >>Papanicolau R$ 17