Grávidas têm ponto facultativo

- O Estado de S.Paulo

A Comissão Diretora do Senado estabeleceu que as gestantes que trabalham na Casa terão ponto facultativo por causa da gripe suína. Estão incluídas as funcionárias servidoras, terceirizadas, comissionadas e estagiárias. A Federação Brasileira de Bancos (Febraban) determinou que as funcionárias gestantes têm 10 dias para procurar seus médicos e pedir um relatório de recomendação sobre a permanência ou o afastamento temporário delas do trabalho. Neste período, elas permanecerão afastadas das atividades. Segundo a Febraban, os prestadores de serviço de limpeza devem intensificar a higienização das superfícies nos postos de trabalho. Além disso, clientes e usuários dos serviços bancários devem ser informados por meio de cartazes em locais visíveis sobre as recomendações. Em Nova Odessa (SP), o prefeito Manoel Samartin determinou o afastamento preventivo, inicialmente por 15 dias, de todas as servidoras municipais grávidas, mesmo que não apresentem sintomas da gripe. No Paraná, a Universidade Estadual de Maringá decidiu prorrogar a suspensão das aulas por mais uma semana, com previsão de retorno no dia 24, assim como a UFPR. A Universidade Estadual de Londrina retoma as atividades acadêmicas somente no dia 31.