Diminui o número de inscritos para o Enem

Elisangela Roxo - O Estado de S.Paulo

O número de inscritos para o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) teve queda de 5,4% em 2007. Cerca de 3,5 milhões de estudantes brasileiros farão a prova no dia 26 de agosto. No ano passado, o número ultrapassou os 3,7 milhões. Um fator apontado como responsável pela queda é a forma de inscrição para as provas, que agora depende exclusivamente do candidato. "Desde a criação do Enem, em 1998, até 2006, apenas a escola recebia os formulários", explica o diretor de avaliação e certificação de competências do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais (Inep) do Ministério da Educação (MEC), Manuel Forero. Neste ano, pela primeira vez, foram os estudantes que tiveram de entregar a ficha nos Correios ou confirmar a inscrição pela internet. Cerca de 3 milhões de candidatos optaram pelo correio. VESTIBULAR Mais de 500 universidades em todo o País adotam a nota do Enem no processo seletivo do vestibular. O Inep não tem um número preciso porque a adesão das instituições é voluntária. "As escolas superiores podem optar por usar o Enem, da mesma maneira que é facultativo ao aluno fazer ou não o exame", diz Forero. "Acreditamos que a diminuição tenha acontecido também porque as aspirações de quem já havia terminado o ensino médio foram alcançadas. Eles não precisam mais do Enem porque já cursam o ensino superior." Ele acredita que a tendência é que o número de inscritos permaneça estável nos próximos anos "porque o contingente de egressos já foi absorvido". Aproximadamente 1 milhão de paulistas farão a prova em todo o Estado. As três universidades estaduais de São Paulo (USP, Unesp e Unicamp) aceitam o Enem como parte da nota dos processos seletivos.