Dilma e problemas brasileiros são ironizados por humorístico americano

Heverton Nascimento - O Estado de S. Paulo

Atriz interpretou presidente afastada feliz com 'aposentadoria' e fez piada com preparação para Olimpíada

O impeachment de Dilma Rousseff virou tema do humorístico americano Saturday Night Live, neste sabado 21. No quadro sobre notícias da semana, o apresentador 'entrevistou' a presidente afastada do Brasil, interpretada pela atriz Maya Rudolph. A comediante e cantora é filha da cantora Minnie Riperton, do hit Lovin' You, dos anos 1970, e faz parte da trupe do SNL há vários anos.

Fazendo uma Dilma caricata, com charuto e drinque nas mãos, além de uma peruca volumosa, a atriz soltou trechos em espanhol misturados com palavras em português. O entrevistador começa dizendo que ela parece estar feliz para quem foi afastada e tem como resposta da presidente um "Eu me sinto ótima! É minha aposentadoria".

Ao longo dos quase quatro minutos de duração do quadro, os problemas mais recentes do Brasil vão sendo elencados. "Nós temos problemas mais graves que um impeachment", diz a personagem Dilma. "Nossa economia está em grande recessão, nossos rios estão poluídos por dejetos humanos e temos vírus zika nos mosquitinhos", elenca.

Foto:

O entrevistador começa a fazer uma pergunta para a 'presidente' e é interrompido: "Eu não sou mais presidente! Agora você pode me chamar pelo meu belíssimo nome, Dilma!" 

Após um elogio ao penteado, a personagem brincou que usa cabelo ao estilo de Rue McClanahan, conhecida comediante de seriados americanos, como Supergatas, exibido no Brasil.

O estereótipo do brasileiro "boa vida" é usado ao longo de todo o quadro. Explicando que foi afastada por ser uma "má presidente", a personagem arremata: "Eu não ligo! Agora vou à praia, relaxo e posso consumir guaraná, moqueca de camarão, feijoada..."

O apresentador pergunta, então, se o Brasil está preparado para os Jogos Olímpicos no Rio de Janeiro. "Faltam uma coisas para fazer, como tirar um montão de cocô do rio e construir todos os prédios. É o que vocês chamado de BYOB, Bring Your Own Building", diz. A tradução "tragam seus próprios prédios" é uma brincadeira com expressão "tragam suas próprias cervejas" ou 'bring your own beer', usada por americanos.

A personagem então tira um apito e um chocalho da bancada e chama um samba, para encerrar o quadro.