Dicas sobre como ter um relacionamento razoável com seu ex

Barton Goldsmith - O Estado de S.Paulo

Não se trata de nenhuma ciência - ao contrário, é algo simples - e tornará seus filhos mais saudáveis e mais inteligentes

Tenham respeito um pelo outro. Não é preciso gostar do seu ex-parceiro; procure apenas tratá-lo com a mesma dignidade com que você gostaria que ele a tratasse

Tenham respeito um pelo outro. Não é preciso gostar do seu ex-parceiro; procure apenas tratá-lo com a mesma dignidade com que você gostaria que ele a tratasse Foto: mrhayata/ Creative Commons

Manter um relacionamento com seu ex pode tornar sua existência bem mais fácil. E se vocês têm filhos juntos, contribuirá para acrescentar alguns anos à sua vida e vida a estes anos. Não se trata de nenhuma ciência - ao contrário, é algo simples - e tornará seus filhos mais saudáveis e mais inteligentes. Porque manter um relacionamento com o ex é extremamente importante. Aqui vão algumas dicas.

- Tenham respeito um pelo outro. Não é preciso gostar do seu ex-parceiro; procure apenas tratá-lo com a mesma dignidade com que você gostaria que ele a tratasse. Isto ensinará aos seus filhos a se relacionar e fará com que haja menos conflito em sua vida em geral.

- Não culpe seu ex por todos os seus problemas. Culpar o antigo amor de ter arruinado a nossa vida, na realidade nos faz sentir piores e não melhores. O segredo está em conseguir lidar com o estresse pós-traumático e em seguir adiante com a vida. Se você está desperdiçando suas noites pensando em como vingar-se dele ou na possibilidade de uma reconciliação, isto está virando uma obsessão e precisa mudar.

- Se for possível, sejam amigos. É muito bom. Talvez haja uma grande energia emocional entre vocês dois, e neste caso, isto se intensificará de tempos em tempos, mas ter consciência de que poderá acontecer, os ajudará a administrar a situação, de modo que vocês não percam a tranquilidade ou a amizade. Talvez você precise deixar a isto um pouco de espaço para ver o que acontece.

- Se vocês não se suportam, antes de mais nada, não agrave a situação. Comporte-se de maneira formal. Desse modo, poderá manter uma distância emocional e sua autoestima também. Talvez precise se preparar para a ação. Mas mantenha-se forte e seja diplomática.

- Faça de conta que finalmente tudo está bem entre vocês. Não só por amor às crianças, mas para sua própria paz de espírito. Guardar ressentimentos tira energia; é muito mais saudável agir como se você pensasse no seu ex como em qualquer outra pessoa no planeta, e não como um bandido que foi enviado para enganá-la. Ter uma atitude amistosa, não significa que você precise ser amiga; você pode manter sua distância sem malícia e nem discórdia.

- Se possível, comemore ocasiões especiais com seu ex. Por exemplo, lembre de aniversários e feriados, desde que isto não crie problemas com seu atual parceiro. Trata-se de uma pessoa com a qual você viveu toda uma história, por isso poderá pelo menos ser delicada o bastante para admitir sua existência em algumas ocasiões. Assim, não só dará um bom exemplo para as crianças, como enriquecerá sua vida também.

Manter um bom relacionamento com seu ex é um presente que você dará aos seus filhos e a você mesma

Manter um bom relacionamento com seu ex é um presente que você dará aos seus filhos e a você mesma Foto: Graham Fletcher/ Creative Commons

- Trabalhe para que os seus filhos tenham um bom relacionamento. Um bom relacionamento entre irmãos pode tornar sua vida melhor de muitas maneiras. Evite criar um modelo de mau comportamento, e mostre aos seus filhos como precisam se relacionar. Relacionar-se é algo que precisa ser ensinado, e vocês dois, enquanto pais, podem fazer isto.

- Lembre que a questão não é ganhar, mas desfrutar de uma vida confortável. Em matéria de relacionamentos, a ideia de um dos dois vencer ou perder equivale a ambos perderem. Se você quer carregar o ônus de odiar o seu ex - porque você pode, e ele é um alvo tão bom quanto outro para contra o qual dirigir sua raiva mal orientada - estará desperdiçando sua vida. Francamente, eu não tenho tanta energia.

Manter um bom relacionamento com seu ex é um presente que você dará aos seus filhos e a você mesma. É muito fácil esquecer disso, e é sábio lembrar que ódio não é o oposto de amor. E sim o desinteresse.

Barton Goldsmith é psicoterapeuta em Westlake, Califórnia, e autor do livro "The Happy Couple: How do Make Happiness a Habit One Little Loving Thing at a Time"

Tradução de Anna Capovilla