Centro de referência não participa

Eduardo Kattah, BELO HORIZONTE - O Estado de S.Paulo

Apesar do amplo reconhecimento nacional, o Centro de Pesquisas Paleontológicas Llewellyn Ivor Price não foi envolvido no projeto da Rede Nacional de Pesquisas Científicas em Paleontologia. "Não tem nenhuma atividade em funcionamento, pelo menos conosco não", disse o coordenador-geral, Luiz Carlos Borges Ribeiro. Ele admite contribuir com o projeto, desde que envolva "produção acadêmica". Na semana passada, Ribeiro participou da apresentação da réplica do maior dinossauro brasileiro já descoberto, exposta na Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ). O animal foi batizado Uberabatitan riberoi, em homenagem à cidade do Triângulo Mineiro e ao pesquisador. O museu é mantido pela prefeitura de Uberaba, a UFRJ e uma empresa local. "Não aceitei desistir da causa e a exposição desse dinossauro mostrou que já valeu a pena."