Camelô vende antiviral em Porto Alegre

Carlos Rollsing - O Estado de S.Paulo

Remédio é falso, dizem autoridades; nenhuma prisão ou apreensão foi feita

A descoberta de que vendedores ambulantes estavam vendendo comprimidos falsos de oseltamivir (Tamiflu) no centro de Porto Alegre fez com que a Secretaria Municipal de Produção, Indústria e Comércio e a Brigada Militar atuassem em conjunto para inibir a prática. Entretanto, nenhuma apreensão ou detenção havia sido feita até o início da noite de ontem. Segundo as autoridades, a droga que está sendo vendida não é o remédio utilizado para tratamento da gripe suína. Ela é oferecida livremente em movimentadas ruas da capital gaúcha, sem a necessidade de o consumidor apresentar a receita e o formulário específico normalmente exigidos. O secretário Municipal de Produção, Indústria e Comércio, Idenir Cechim, ressalta que o trabalho ostensivo dos 30 fiscais da pasta e a presença da Brigada Militar estão inibindo a atuação dos vendedores. Ele atribuiu a inexistência de prisões e apreensões ao comportamento dos ambulantes, que criam dificuldade de identificação ao guardar as mercadorias nas roupas. "Os fiscais não conseguem ver. A população precisa denunciar", afirmou. O tenente-coronel do 9º Batalhão de Polícia Militar, Leonel Andrade, informou que a seção de inteligência vai investigar os pontos de depósito e buscar identificar os fornecedores do produto. TUMULTO EM PRISÃO Com medo de um possível contágio pelo vírus A(H1N1), os 16 presos do Setor de Triagem do 1º Distrito Policial de Carapicuíba, na Grande São Paulo, iniciaram um tumulto por volta da 1 hora de ontem para forçar os policiais a tirarem do local detentos que passavam mal. O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) foi acionado e levou três presos até o Hospital Sanatorinhos, às 3h15. Até o fechamento desta edição não havia informações sobre o estado de saúde deles. Não foram feitos reféns e ninguém ficou ferido. Agentes do Grupo Armado de Repressão a Roubos e Assaltos (Garra) reforçaram a segurança no local.