Calendário cultural é modificado nos Estados

Mariana Mandelli - O Estado de S.Paulo

Espaços e eventos direcionados a estudantes são os mais atingidos por cancelamentos ou adiamentos

O medo da gripe suína está afetando a rotina cultural paulista. Eventos e atividades estão sendo cancelados ou adiados depois da orientação da Secretaria de Estado da Saúde para adiar a retomada do ano letivo nas redes pública e particular. Apesar de a medida ser direcionada às escolas, a agenda cultural também sofre alterações. O Catavento, espaço cultural e educacional mantido pelo governo que recebe cerca de 2 mil pessoas por dia, anunciou ontem que não abrirá até o dia 17. As atividades do espaço são centradas em experimentos e laboratórios científicos. "Aqui, há uma interatividade muito grande entre as pessoas, que manuseiam muitos instrumentos", justifica Alberto de Lima, diretor administrativo. Na Estação Ciência, centro de atividades científicas e didáticas da Universidade de São Paulo (USP), algumas atrações também estão temporariamente desativadas: planetário, simulador de terremotos e laboratório de microscopia. As outras atividades estão normais. O início das aulas, ensaios e concertos da Escola de Música do Estado Tom e nos polos do programa Guri Santa Marcelina também estão adiados até 17 de agosto. Por conta do adiamento das aulas, algumas atividades do setor privado que contam com convênios de escolas também sofreram mudanças. "Trabalho com crianças de 2 anos que não podem correr riscos", afirma Gisele Simões, da Casa de Cultura e Interação Motirõ. Parques e passeios infantis, como Cidade do Livro e Cia. Dos Bichos, tiveram excursões escolares canceladas até meados de agosto, apesar de estarem operando normalmente. Em Tatuí, a 130 quilômetros da capital, a prefeitura cancelou cerca de 120 eventos que aconteceriam nos próximos dias em comemoração do aniversário da cidade e do conservatório. Até o desfile cívico, que reuniria 30 mil pessoas ao ar livre, não vai ocorrer na data prevista. "São medidas profiláticas radicais, mas não custa prevenir", afirma Henrique Dourado, diretor executivo do conservatório. A cidade ainda não registra nenhum caso de gripe suína. "Mas nossos eventos costumam reunir milhares de pessoas das cidades vizinhas, onde há casos confirmados", explica o prefeito de Tatuí, Luiz de Camargo (PSDB). "Vamos tentar remarcar tudo." O adiamento de compromissos culturais continua na região metropolitana. No dia 28, as secretarias de Cultura e Educação de Santo André anunciaram a suspensão de atividades até 16 de agosto. OUTROS ESTADOS Na Região Sul do País também ocorreram mudanças.Em Cornélio Procópio, no norte do Paraná, um decreto suspendeu todas as atividades culturais em recintos fechados. O Conselho de Pastoral Paroquial da diocese da cidade pediu que as celebrações sejam suspensas até o dia 10. Em Passo Fundo (RS), a 13ª Jornada Nacional de Literatura foi transferida para o fim de outubro. Em Minas, o início do semestre letivo foi adiado. Os dirigentes das escolas estaduais e particulares resolveram acatar a recomendação e as aulas devem ser retomadas no dia 10 de agosto.