A importância (e as polêmicas) da amamentação

Zé Enrico Teixeira - O Estado de S.Paulo

Semana Mundial do Aleitamento Materno, comemorada até sexta, nos recorda os benefícios da amamentação, e suas controvérsias

Todos os anos, entre os dias um e sete de agosto, acontece a Semana Mundial do Aleitamento Materno, que nos lembra da importância da amamentação para um melhor desenvolvimento dos bebês. O leite materno possui todas as proteínas, vitaminas e gorduras necessárias para o bebê em seus primeiros meses de vida. Além disso, a amamentação também tem enorme valor emocional, pois promove uma forte ligação entre mãe e criança, ao transmitir-lhe carinho e segurança.

Os benefícios do aleitamento já começam logo nas primeiras horas de vida do bebê. "A amamentação logo após o nascimento é muito importante e independe do tipo de parto. Se a mãe e o bebê estão clinicamente estáveis não há contraindicações”, explica Patrícia Scalon, consultora e enfermeira da equipe do Grupo de Apoio de Aleitamento Materno da Maternidade São Luiz. Alguns das vantagens desse primeiro aleitamento, além do vínculo mãe-filho, são o contato físico entre ambos que ajuda a regular a temperatura corporal do recém-nascido e o fato do colostro (primeiro leite) ser rico em anticorpos, proteínas e sais minerais que ajudam na proteção do bebê. "É como se fosse a primeira vacina do bebê", diz Patrícia.

A seguir, selecionamos alguns textos com dicas sobre a amamentação e discussões sobre aleitamento público, algo que ainda gera polêmica.