Trump teria dito que levar pets a residência oficial é de 'baixa classe'

Redação - O Estado de S.Paulo

Internautas se revoltaram após artigo na revista 'The Atlantic' revelar a fala do presidente dos EUA sobre a mudança de casa do vice, Mike Pence

Donald Trump e, ao fundo, o vice-presidente Mike Pence, que levou seus pets à residência oficial

Donald Trump e, ao fundo, o vice-presidente Mike Pence, que levou seus pets à residência oficial Foto: REUTERS/Kevin Lamarque

Donald Trump causou rebuliço nesta semana ao declarar que reconhece Jerusalém como capital de Israel, mas essa não foi a única polêmica em que o presidente dos Estados Unidos se envolveu nos últimos dias.

Em um artigo publicado na revista The Atlantic, o repórter McKay Coppins revela que um antigo conselheiro de Trump disse que o presidente ridicularizou o vice, Mike Pence, quando ele se mudou para o Naval Observatory e levou seus animais de estimação – na época dois gatos, um coelho e uma cobra – junto com a família. "Ele [Trump] ficou envergonhado; ele achava que era tão baixa classe", teria dito o conselheiro ao repórter.

Vale ressaltar que a revista manteve a fonte anônima e não há comprovação de que o presidente realmente usou essas palavras. Mas mesmo assim o artigo deu o que falar nas redes sociais. Trump é o primeiro presidente dos Estados Unidos sem pets em quase 150 anos, e a suposta falta de amor pelos bichinhos pegou mal. 

"Claro, Trump insultou quase todo tipo de ser humano que existe, mas agora ele foi longe demais: ele disse que ter animais de estimação é de baixa classe. É tudo o que você precisa saber sobre ele", escreveu no Twitter Ronald Klain, que foi chefe de equipe do ex-vice presidente Joe Biden durante a administração Obama.

Veja alguns tuítes sobre o caso:

"Trump não pode ter pets porque eles morrem se você pinta eles com spray dourado."

"Quando eu disse ao Magoo que o Trump pensa que pets como ele são de baixa classe."

"De todos os horrores em relação a Pence, Trump é contra ele ter pets. A única coisa que sugere um pouquinho de humanidade."

VEJA TAMBÉM: Os animais de estimação dos líderes mundiais