Post anuncia morte de transgênero brasileira participante do ‘Big Brother UK’, mas ela desmente

Redação - O Estado de S.Paulo

Afirmação inicial foi feita no Twitter oficial de Rebekah Shelton

A transgênero brasileira Rebekah Shelton, finalista da 10ª edição do 'Big Brother' britânico, morreu aos 32 anos

A transgênero brasileira Rebekah Shelton, finalista da 10ª edição do 'Big Brother' britânico, morreu aos 32 anos Foto: Twitter/@MissRShelton

Atualizado em 12/01 às 13h16

A conta oficial do Twitter de Rebekah Shelton, finalista da 10ª edição do Big Brother britânico em 2009, informava desde a última quinta-feira, 11, que ela havia morrido. No entanto, Rebekah publicou um vídeo na rede social afirmando que a mensagem era falsa e que sua conta havia sido hackeada.

O anúncio pedia privacidade para a família. “Lamentamos informar a triste notícia de que a nossa sensacional e amável Rebekah morreu inesperadamente na noite da quarta-feira”, anunciaram.

Quando era estudante na cidade de Leeds, no norte da Inglaterra, Rebekah participou do reality quando ainda se chamava Rodrigo Lopes, antes de fazer sua transição de gênero. No Twitter, até mesmo a conta oficial do programa lamentou a morte de Rebekah, antes do vídeo que desmentia a notícia. “Muito triste saber que Rebekah Shelton, que apareceu no #BBUK em 2009 como Rodrigo Lopes, morreu aos 32 anos. Os pensamentos de todos aqui no Big Brother UK estão com seus amigos e famílias”, escreveram na rede social.

Em 2014 Rebekah já havia sofrido com problemas de saúde após médicos descobrirem um tumor em seu cérebro e entrar em coma em um hospital brasileiro em decorrência disso, informa o jornal britânico The Daily Mirror.