Tom Hardy faz homenagem emocionante para seu cão 

Redação - O Estado de S.Paulo

Woodstock morreu de polimiosite aos seis anos

Tom Hardy encontrou seu cão durante as grações de 'Os Infratores', em 2012

Tom Hardy encontrou seu cão durante as grações de 'Os Infratores', em 2012 Foto: YouTube/ TomHardy Dotorg

Tom Hardy fez um post em seu blog em homenagem a Woodstock, seu cão que morreu por causa de uma polimiosite, isto é, uma doença inflamatória que afeta o sistema muscular. Ele lutava contra a doença havia seis meses. 

O ator diz que resgatou seu cachorro em 2012, durante as gravações do filme Os Infratores (2012), em Atlanta, quando Woddy, como o chamava carinhosamente, tinha apenas 11 semanas. 

"Ele era um anjo. Ele era meu melhor amigo. Passamos por muita coisa juntos. Charlotte [Riley, sua esposa] trabalhava incansavelmente com ele para ajudá-lo a enfrentar um caso de ansiedade. Ele a amava como uma mãe", escreveu o ator. 

Hardy diz que, normalmente, não fala sobre família ou amigos, mas é um caso diferente. "Woody afetou tantas pessoas da maneira dele, com respeito, autonomia, como um amigo familiar", desabafou. "É com muita tristeza e o coração pesado que eu informo a vocês que depois de uma luta muito difícil e curta de seis meses com uma polimiosite agressiva, Woody morreu há dois dias. Ele tinha apenas seis anos." 

O ator também agradeceu ao cão por ter encontado eles. "Nós te amaremos e estaremos com você para sempre. Nunca, nunca te esqueceremos", finalizou. 

Junto ao post, Hardy colocou um vídeo com suas fotos e de Woody. Assista: