'Talvez R$ 200 mil também sejam insignificantes', diz Moacyr Franco

Redação - O Estado de S.Paulo

Humorista explicou o que quis dizer com frase que chamou atenção após sua saída do SBT

Moacyr Franco

Moacyr Franco Foto: Daniel Teixeira / Estadão

Após causar polêmica com as afirmações de que seu salário de R$ 40 mil reais no SBT seria "insignificante", o humorista Moacyr Franco, recém-demitido da Praça É Nossa, resolveu esclarecer suas falas em entrevista ao R7.

O ator salientou que o valor não é insignificante para um trabalhador comum, mas sim para uma grande emissora de TV, e ainda falou sobre as dezenas de funcionários que possui em seus negócios particulares. Também contou que "trabalha como louco" e faz shows por "qualquer preço", como R$ 2 mil.

Veja também: relembra artistas e jornalistas demitidos do SBT em 2017

"Todo mundo achou que eu tava falando mal do salário de 40 mil, mas não era isso. Eu disse que 40 mil são insignificantes diante dos 45 milhões que o SBT queria economizar. Mas evidente que eu sei o que significa 40 mil reais. O que significa mil reais, 2 mil reais na vida de uma pessoa", declarou.

Em seguida, usou como exemplo seus próprios empregados para falar sobre o valor: "Tenho mais de 30 pessoas trabalhando pra mim, e ninguém se queixa, não, apesar de eu não poder pagar o que eles merecem. Estão comigo há 15 anos, há 20 anos. De fato, 40 mil reais na minha vida são insignificantes, mas diante das coisas que assumi. Sou um plantador de árvores, sou um recuperador de rios, criador de abelhas, e essas coisas não dão dinheiro, não. Então tenho que cobrir, pagar esse pessoal todo, e vou fazer isso até morrer, porque acho que é meu dever como ser humano aqui na terra."

"Então, talvez 200 mil também sejam insignificantes. É por isso que trabalho como louco todo dia, fazendo show por qualquer preço. Já cansei de sair do Bar Brahma e vir para casa com 2 mil reais, depois de fazer um show que poderia valer até três! [risos]", prosseguiu.

"É isso aí, pessoal, 40 mil é muito dinheiro para um trabalhador. Mas diante de 45 milhões, não é nada. É insignificante.", finalizou.

Confira a declaração completa de Moacyr Franco abaixo: