Silvia Abravanel fala sobre o orgulho que tem de ser adotada

Redação - O Estado de S.Paulo

A apresentadora do ‘Bom Dia & Cia’ participou de quadro no programa ‘Eliana’

Durante participação no programa 'Eliana', a apresentadora Silvia Abravanel contou como foi crescer sabendo que era a filha adotada de Silvio Santos

Durante participação no programa 'Eliana', a apresentadora Silvia Abravanel contou como foi crescer sabendo que era a filha adotada de Silvio Santos Foto: Gabriel Cardoso/SBT/Divulgação

Durante participação no programa Eliana, do SBT, neste último domingo, 26, a apresentadora Silvia Abravanel contou sobre sua criação e como foi crescer sabendo ser filha adotiva de Silvio Santos. A apresentadora do Bom Dia & Cia contou que foi adotada com só três dias de vida e que sempre teve orgulho disso.

“Isso nunca me trouxe problema, sempre tive orgulho de ter sido adotiva. Pra mim, eu fui um presente pro meu pai, um presente do coração”, disse Silvia. Ela também revelou que descobriu não ser filha biológica do dono do SBT quando ainda era criança. “Eu acho que tinha uns seis, sete, oito anos, por aí. Eu ouvia esse termo [adotada] de uma das minhas irmãs. Eu achava que eu era doente. Eu cheguei pro meu pai: “pai, eu tenho alguma doença chamada adotiva?”. Aí ele chamou a mim, a Cintia e a Daniela e explicou que eu não era uma filha da barriga da mamãe, mas que eu era uma filha do coração”, falou, emocionada.

Silvia explicou que chegou a procurar sua família biológica, mas logo desistiu da ideia. "Eu tinha curiosidade porque todas as pessoas falavam: ‘pareço com meu pai, pareço com a minha mãe’. Eu perguntava: 'eu pareço com quem?' Eu tentei até ir atrás, mas chegou um momento que eu vi que algumas pessoas iriam ficar machucadas, então eu deixei isso para lá. O que importa é quem me criou, quem me deu carinho, quem me deu atenção", completou.

Veja abaixo a participação de Silvia Abravanel no programa.