‘Quando eu durmo, tenho esse pesadelo de que ‘Friends’ voltou’, diz Mathew Perry

Redação - O Estado de S.Paulo

Ator que interpretou Chandler conta o processo de criação de sua peça que estreia na Broadway, e fala da série que marcou sua carreira

O ator Mathew Perry na série 'Friends'

O ator Mathew Perry na série 'Friends' Foto: Reprodução de cena da série 'Friends'/ Warner Bros

Mathew Perry, o eterno Chandler de Friends, escreveu o espetáculo The End of Longing que estreará na Broadway. Para a revista Variety, Mathew falou sobre o processo de criação da peça e sobre como foi a transição da TV para o teatro. Ainda sobrou espaço para falar da série de televisão que marcou a sua carreira.

Como seria de se esperar, Perry não conseguiu fugir do seu passado como Chandler Bing, da série Friends. Perguntado sobre o que pensava de uma hipotética volta da série, ele disse que “Quando eu durmo, eu tenho esse pesadelo de que Friends voltou e ninguém liga”. Ele continuou: “O ponto é: nós terminamos a série por cima. Não podemos superar o que já fizemos, por que voltar àquilo?”.

Sobre a peça, Perry disse que a ideia surgiu surgiu a partir de uma tentativa dele de se desafiar. Ele já escrevera obras para a televisão com parceiros, mas acreditava que não poderia fazer tal empreitada sozinho.

Porém, certa vez sentou em frente ao computador e “uma série de monólogos vieram à minha mente. Este tipo de texto é típico do teatro, então foi aí que eu percebi que escreveria uma peça”, conta.

O diretor explica que a peça é inspirada em sua própria história, porém é uma versão “exagerada” de si. A narrativa aborda o envolvimento de Mathew com a bebida: “Jack, o personagem que eu interpreto, é um bêbado muito diferente do que eu era”.

Ele acredita que a peça tem a função de transmitir a mensagem que as pessoas podem se transformar em seres humanos melhores embora, em sua opinião, “há uma crença comum de que as pessoas não possam mudar”.