Paulo Henrique Amorim fala sobre artistas: 'Madonna uma chata, Mick Jagger outro chato'

Redação - O Estado de S.Paulo

Em entrevista a Luciana Liviero, o jornalista relembrou entrevistas com cantores e ainda falou que Pavarotti tinha um 'mau-hálito insuportável'

Paulo Henrique Amorim falou 'verdades' sobre personalidades que já entrevistou. 

Paulo Henrique Amorim falou 'verdades' sobre personalidades que já entrevistou.  Foto: Nilton Fukuda/AGÊNCIA ESTADO

Na última quarta-feira, 31, Luciana Liviero publicou em seu canal do YouTube uma entrevista com Paulo Henrique Amorim. Ela foi até a casa do jornalista, onde ele falou sobre entrevistas que já realizou e sobre sua família.

O jornalista relembrou algumas entrevistas que fez com artistas e deu sua opinião sobre alguns deles, incluindo Luciano Pavarotti, com quem conversou quando trabalhava no Fantástico. "Isso foi logo depois que o Brasil ganhou a Copa do Mundo nos Estados Unidos contra a Itália e eu, sabendo que o Pavarotti era apaixonado por futebol, fui gozar ele. Ele não gostou da piada, e disse 'vocês brasileiros precisam ganhar a Copa mais do que nós italianos'. Desagradável, né? Ele era um grande chato. E tinha um mau-hálito insuportável. E ele era marketing puro", disse.

Além disso, o jornalista ainda falou sobre dois cantores. "A Madonna é uma chata, Mick Jagger é outro chato. A Madonna é puro marketing, ela me recebeu porque estava lançando um disco de músicas latinas, que foi um fracasso retumbante. Ela me recebeu como um favor. Já o Mick Jagger iria fazer uma turnê pelo Brasil e arrumou um jeito de receber nossa equipe. Ele me recebeu com certa hostilidade. Eu perguntei 'por que você não faz plástica?' e ele me ignorou", relembrou PHA.

Luciana então perguntou se havia uma exceção, se houve algum artista que o jornalista gostou de entrevistar. "O Plácido Domingos, um homem muito inteligente, muito culto, muito gentil. Fiz uma entrevista com ele no Metropolitan Museu of Art, em Nova York, e foi uma entrevista adorável. Ele é uma figura muito simpática", contou.

A entrevista completa pode ser assistida abaixo: