‘Odiado pelo mundo inteiro’, diz youtuber que filmou pessoa morta

Redação - O Estado de S.Paulo

Logan Paul falou em entrevista que a gravação do corpo de um homem que tinha cometido suicídio foi um ‘horrível lapso de julgamento’

Logan Paul afirmou que pensará duas ou três vezes antes de postar qualquer coisa

Logan Paul afirmou que pensará duas ou três vezes antes de postar qualquer coisa Foto: Reprodução de 'Good Morning America's' (2018) / ABC

Logan Paul comentou o que aprendeu após ser criticado por divulgar vídeo de uma pessoa morta que havia cometido suicídio. O youtuber concedeu entrevista nesta quinta-feira, 1º, ao programa Good Morning America, da ABC.

“Isso foi um horrível lapso de julgamento. Eu posso e serei uma pessoa melhor”, falou Logan. Ele ressaltou novamente que a intenção inicial do vídeo era fazer gravações em uma floresta qualquer, mas que o corpo de um homem que havia cometido suicídio estava a poucos metros de seu acampamento.

“Não faz sentido e eu acho que isso aconteceu por um motivo. Esse motivo é que eu deveria passar por essa experiência e aprender com ela, para espalhar mensagens da forma correta sobre prevenção ao suicídio”.

A floresta Aokigahara onde o youtuber foi gravar, no entanto, é conhecida como 'floresta dos suicídios'. Depois do ocorrido e de toda a repercussão negativa, agora ele iniciou um projeto chamado Suicide: Be Here Tomorrow (Suicida: Esteja Aqui Amanhã, em português) no qual pretende aumentar a consciência sobre o suicídio.

“Uma das coisas que eu estou aprendendo é que as crises passam. E para qualquer um sofrendo, é importante saber que você não está sozinho. Esse tem sido o pior momento da minha vida. Eu fui odiado pelo mundo inteiro e isso é algo que eu devo superar”, disse.

Confira a entrevista completa: