‘O problema gerado por esse episódio não é sanado de uma vez’, diz Leo sobre polêmica com Victor

Pedro Prata* - O Estado de S.Paulo

Sertanejo lança seu primeiro livro e relata como ajudou o irmão a superar a denúncia de agressão à ex-cunhada

Leo passou dois anos pesquisando para poder escrever seu primeiro livro

Leo passou dois anos pesquisando para poder escrever seu primeiro livro Foto: Pedro Prata/ Estadão

O cantor Leo Chaves, da dupla sertaneja Victor e Leo, lançou No Colo dos Anjos, seu primeiro livro, em São Paulo, na última segunda-feira, 4. Leo contou ao E+ um pouco mais sobre a polêmica envolvendo seu irmão e de que forma os conhecimentos de inteligência emocional, que o ajudaram a superar a crise, estão presentes em sua obra.

“Eu acho que o problema gerado por esse episódio não é sanado de uma vez”, confessou Leo sobre a questão. Ele se refere a acusação contra Victor de ter agredido Poliana Bragatini, sua ex-mulher, que estava grávida, no começo deste ano. Apesar do corpo de delito ter resultado negativo, Victor virou réu na Justiça.

Leo ponderou que a polêmica carrega uma carga emocional muito forte e que tem reflexos na vida familiar e profissional do irmão, por isso não poderia ser superada rapidamente.

“Frequentemente a gente tem que estar ali conversando, com a família junto, dando força. Eu acho que é uma superação aos poucos”, explicou o cantor.

No Colo dos Anjos é uma ficção que aborda o peso emocional da fama, suas adversidades e as capacidades para saber lidar com tudo isso. Leo conta que uma forte crise emocional há quatro anos, aproximadamente, o levou a buscar os meios para melhor administrar suas emoções e sua relação com as pessoas.

“Entender isso, a busca pela boa administração de todas essas coisas, é que me trouxe para esse universo”, explicou Leo.

O cantor diz que passou dois anos estudando conceitos como, por exemplo, neurolinguística e inteligência emocional. O mais importante, segundo ele, foi refletir e divagar sobre tudo o que leu, fazendo analogias e comparações. “Eu me realizo profundamente com isso, o dia que eu não faço isso é como se eu não tivesse me alimentado”, conta.

A partir disso, o sertanejo afirma que desenvolveu conhecimento suficiente sobre os campos estudados para escrever um livro. Então, nos últimos seis meses, o enredo da obra lhe veio por “intuição” e ele encaixou todo o conhecimento adquirido na história.

Todo esse aprendizado foi fundamental para que Leo pudesse ajudar o irmão durante o episódio difícil pelo qual passou. “Ali foi o momento em que eu tive que praticar tudo aquilo que vinha estudando esse tempo todo”, conta Leo. Ressaltou, ainda, que acredita que toda adversidade pode ajudar a fortalecer, desde que a pessoa tome postura ativa frente a ela.

Perguntado sobre a sua ligação com o irmão, considera que o nome da dupla é uma marca muito forte no País, por isso ainda há pessoas que o confundem com o Victor ou não o reconhecem separado dele. “Estou construindo, devagar obviamente, o Leo Chaves com meu trabalho”. No entanto, ele reafirma que seu foco profissional ainda é a dupla sertaneja.

Por conta dessa ligação tão forte, a polêmica na qual Victor se envolveu também atingiu Leo. Ele afirma que ambos construíram 25 anos de carreira juntos e que “se for para desconstruir nós vamos desconstruir de mãos dadas. Mas não vamos desconstruir não, pode ter certeza que a gente vai continuar firme”.

*Estagiário sob supervisão de Charlise Morais