Natalie Portman explica protesto que fez no Globo de Ouro

Redação - O Estado de S.Paulo

A atriz disse que quis encontrar uma forma elegante de chamar a atenção para a falta de representatividade feminina

A atriz Natalie Portman deu detalhes de como teve a ideia de fazer o protesto quando apresentou uma das categorias no Globo de Ouro

A atriz Natalie Portman deu detalhes de como teve a ideia de fazer o protesto quando apresentou uma das categorias no Globo de Ouro Foto: Mario Anzuoni/Reuters

Em longa entrevista para o site BuzzFeed News, a atriz Natalie Portman falou sobre vários assuntos relacionados à sua carreira e ativismo social, como a campanha Time’s Up e o filme Aniquilação, no qual participou com um elenco de protagonistas composto totalmente por mulheres.

Durante certo ponto da entrevista, ela foi questionada sobre o pequeno protesto que fez na apresentação da categoria de melhor diretor na premiação do Globo de Ouro, que aconteceu em janeiro. Na ocasião, ela brincou que só havia homens concorrendo ao prêmio, e disse que pensou em como chamaria a atenção para isso de uma forma elegante e sem menosprezar os indicados.

“Eu falei com algumas das mulheres com quem trabalhei sobre terem me oferecido para apresentar a categoria de direção, mas me senti desconfortável porque ela parecia excluir algumas pessoas que mereciam estar lá”, disse Natalie. “E como eu poderia chamar a atenção para isso sem desrespeitar os indicados? Porque não é culpa deles, todos fizeram um excelente trabalho. Você não quer ignorá-los. A questão é: por que não estamos reconhecendo as pessoas que não fazem parte deste grupo exclusivo? Então uma das mulheres recomendou que eu dissesse aquilo, e senti que eu falaria a verdade fazendo aquela declaração”, continuou.

A atriz também comentou que essa forma de protesto é uma das maneiras que as mulheres têm de causarem desconforto, para fazer com que outras pessoas pensem nas pautas que elas querem passar. “Isso é parte do que devemos fazer. Temos que tornar estranho para as pessoas andarem em um lugar onde nem todos estejam nele. Se você olhar ao redor de uma sala e todos se parecem com você, saia daquela sala. Ou mude essa sala. Seja um restaurante, a escola do seu filho, o seu trabalho – se você olhar ao redor e todos não estiverem no local, mude ele”, completou.