'Não me importo de parecer feia ou esquisita', diz Karol Conka

redação - O Estado de S.Paulo

Cantora falou sobre autoestima no 'Vai, Fernandinha'

'A melhor aprovação é a que vem de nós mesmos', diz Karol Conka.

'A melhor aprovação é a que vem de nós mesmos', diz Karol Conka. Foto: Iara Morselli/Estadão

No episódio desta segunda-feira, 23, de Vai, Fernandinha, Karol Conka falou sobre autoestima. Ao comentar a sugestão de Fernanda Sousa de existir uma boneca da cantora, ela disse que gosta de ter vários estilos: careca, peruca, cabelos coloridos.

"Sou muito de arriscar, não me importo de parecer feia ou esquisita. Na verdade, eu gosto de ser esquisita, eu gosto de parecer um pouco uma aberraçãozinha", afirmou.

Sobre o porquê de ter essa preferência, ela disse que é "porque causa um impacto nas pessoas". "Eu gosto de chamar atenção [das pessoas], porque quando eu chamo atenção, eu venho com meu discurso".

Karol citou a questão do cabelo e disse que as pessoas não poderiam sair de uma ditadura capilar para entrar em outra. "A melhor aprovação é a que vem de nós mesmos. Se você não se sente bem com seu corpo, quer fazer uma cirurgia, está tudo bem. Só não coloque sua vida em risco para agradar as pessoas", disse.