'Meu sonho é pegar músicas do meu pai e fazer um CD com a minha cara', diz Wanessa Camargo

André Carlos Zorzi - O Estado de S.Paulo

Cantora também ressalta confiança de seu público: 'Mesmo sentimento que tinha com a Madonna'

Cantora Wanessa Camargo em evento de lançamento de seu CD '33'

Cantora Wanessa Camargo em evento de lançamento de seu CD '33' Foto: Carlos Zorzi / Estadão

Se você ainda pensa em música pop ou eletrônica quando ouve falar em Wanessa Camargo, saiba que os tempos estão mudando. Com o lançamento físico de seu novo álbum, 33, a cantora vive uma nova fase em sua carreira, o que, segundo ela, tem tudo a ver com o momento que atravessa em sua vida.

"Senti necessidade de falar de uma relação mais madura, porque é diferente. Quando comecei, queria falar do meu primeiro amor, acreditava em príncipe encantado. Era muito inocente", contou Wanessa em coletiva de jornalistas na tarde desta quinta-feira, 23.

Mais experiente, a cantora também ressalta a independência que conquistou como mulher: "Tenho prazer em pagar minhas contas. Hoje sou casada com o Marcus [Buaiz], mas tenho uma dificuldade gigantesca de gastar o dinheiro dele, não tenho coragem de comprar um batom".

"Não é porque eu sou turrona, acho que é meu trabalho, tenho que gastar aquilo que eu conquistei. Isso é a mulher de hoje, que quer sua independência, não quer ouvir de marmanjo que paga as contas dela, abaixar a cabeça. Infelizmente, ainda existe o machismo, e muito homem usa isso como arma", explica.

Com a mudança em seu estilo musical, diversos admiradores de seu trabalho se consideraram 'traídos'. "Perdi alguns fãs. Brigaram comigo, viraram a cara e 'tchau, nunca mais!'. É muito natural", encara Wanessa, que exalta sua relação com seu seguidores mais fiéis: "Quando comecei a carreira, o público adolescente e infantil era gigantesco. Tanto que eu tinha boneca, sandalinha... Esse público cresceu. É o mesmo sentimento que eu tinha com a Madonna e a Rita Lee. Tudo que elas fizerem é lindo para mim".

Sobre o uso de redes sociais, conta que se considera uma pessoa mais reservada: "Tenho pavor, não consigo ficar filmando. Parece que não estou lá. Sou uma pessoa que ainda liga, gosto de falar no telefone".

Questionada se tem o costume de seguir blogueiras ou youtubers que falem sobre moda, respondeu: "Gosto de algumas meninas, mas não consigo seguir nenhuma. Hoje eu me visto básica no dia a dia. Já fui de pijama buscar as crianças na escola. Me chamam de descabelada, porque chego lá do jeito que acordei"

Com a nova sonoridade mais voltada ao sertanejo, a filha do cantor Zezé Di Camargo revela que nunca se afastou das 'raízes': "Não tem jeito. Cresci em roda de viola. O sertanejo abraçou as mulheres, estão em primeiro lugar, marcando espaço no território das festas e shows".

Após algum tempo brigada, Wanessa fez as pazes com Zezé, que publicou uma foto em sua homenagem no Instagram nos últimos dias. "Meu sonho é pegar só músicas do 'Lado B' do meu pai, lindas, que não foram trabalhadas em rádio, e fazer um CD com a minha cara", conta.

A cantora conta que tem planos de gravar um DVD futuramente, mas tudo dependerá de como suas músicas mais recentes se saírem. Sobre possíveis parcerias para o show, comenta que gostaria da presença de Maiara e Maraísa, mas pondera: "Não fiz o convite. Então não quero falar, porque vai que eu levo um não?".