Lupita Nyong'o acusa revista de editar sua foto para manter 'padrões eurocêntricos'

Redação - O Estado de S.Paulo

Atriz disse ter ficado decepcionada após seu cabelo ter sido mudado na capa da publicação

Lupita Nyong'o criticou revista por ter mudado sem cabelo na capa. 

Lupita Nyong'o criticou revista por ter mudado sem cabelo na capa.  Foto: REUTERS/Andrew Kelly

Lupita Nyong'o usou suas redes sociais para mostrar que não ficou feliz com sua capa na edição do Reino Unido da revista italiana Grazia. Na capa, o cabelo da atriz foi editado e não mostra seu rabo de cavalo crespo, enquanto nas fotos originais, o cabelo aparece.

"Dececpcionada que a Grazia editou e diminuiu meu cabelo para encaixá-lo em uma noção eurocêntrica do que é um cabelo bonito", tuitou Lupita, junto com a capa e fotos tiradas pela revista.

No Instagram, ela fez um longo texto criticando a revista e dizendo que, se soubesse que seu cabelo seria modificado, ela não teria aceitado ser a capa.

"Como eu já deixei claro muitas vezes no passado, eu me orgulho da minha herança natural e, apesar de ter crescido achando que pele clara e cabelo liso eram os padrões de beleza, eu agora sei que minha pele escura e meus cabelos grossos e crespos são bonitos também. Ser capa de revistas me dá a oportunidade de mostrar para outras pessoas de pele escura e cabelos crespos, principalmente crianças, que elas são bonitas do jeito que são", escreveu Lupita.

"Eu estou muito triste que a Grazia UK me convidou para ser a capa e depois editou e alisou meu cabelo para encaixá-lo na noção em uma noção eurocêntrica do que é um cabelo bonito. Se eu tivesse sido consultada, eu teria explicado que eu não posso apoiar ou ser conivente com a omissão da minha genética. Há um longo caminho ainda para combater o preconceito inconsciente contra o cabelo, textura e complexidade dos cabelos de mulheres negras", concluiu a atriz.

Após as críticas, a revista se pronunciou no Twitter, dizendo que não tinha a intenção de estabelecer padrões eurocêntricos de beleza. "A Grazia está comprometida a representar a diversidade e se desculpa a Lupita Nyong'o. A revista quer deixar claro que, em momento algum, foi feito nenhum pedido editorial ao fotógrafo para que o cabelo de Lupita fosse alterado na capa dessa semana e nem fomos nós que alteramos. Mas nós pedimos desculpas por não respeitarmos o maior princípio editorial, que é estarmos cientes de todas as alterações que foram feitas", disse a revista no comunicado.