J.K. Rowling tem algo a dizer sobre a família Trump pertencer à Sonserina

Redação - O Estado de S.Paulo

Escritora respondeu a jornalista e alegou que a família não seria da casa

J.K. Rowling já ficou conhecida por ser oposição ao governo de Donald Trump

J.K. Rowling já ficou conhecida por ser oposição ao governo de Donald Trump Foto: REUTERS/Kevin Lamarque

Fãs de Harry Potter têm o hábito de classificar as pessoas conforme as quatro casas de Hogwarts nos livros de Harry Potter - a saber, Grifinória, Sonserina, Corvinal e Lufa-Lufa. Nos livros, Sonserina abriga bruxos ambiciosos, com desejo de poder e astutos. Normalmente, é associada a personagens maléficos, como Voldemort. 

Seguindo essa lógica, o jornalista Oliver Wills, que escreve para o site norte-americano Shareblue, conhecido por fazer militância contra o governo de Donald Trump, afirmou em um tuíte que a família do presidente pertenceria à Sonserina. 

"Os ex-alunos da Sonserina vão longe! Corta para uma montagem de Jared Kushner [genro de Donald Trump e marido de Ivanka Trump], Eric Trump [terceiro filho de Trump] e Donald Trump Jr. [primogênito do presidente]", diz o tuíte. 

O jornalista foi adiante e incorpou até Draco Malfoy à história:

"Draco Malfoy à espera de seu novo cargo no Escritório de Erradicação de Trouxas no Governo de Donald Trump", diz o tuíte.

Menos de dez minutos depois, J.K. Rowling respondeu.

"Você precisa antes receber a carta para colocar o chapéu", dando a entender que a família Trump nem seria aceita em Hogwarts ou mesmo que eles não seriam bruxos, para começo de conversa.