Jessica Chastain recusa trabalhos por diferença salarial entre atores e atrizes

Redação - O Estado de S.Paulo

'Eu não aceito trabalhos em que eu vou receber apenas um quarto do salário do protagonista', afirmou

A atriz foi indicada ao Oscar por sua atuação em 'A hora mais escura'. Ela interpreta uma agente da CIA na perseguição de Osama Bin Laden

A atriz foi indicada ao Oscar por sua atuação em 'A hora mais escura'. Ela interpreta uma agente da CIA na perseguição de Osama Bin Laden Foto: Mario Anzuoni/Reuters

Em entrevista à revista norte-americana Variety, Jessica Chastain revelou que não vai mais aceitar propostas em que ela receba menos do que o ator da produção. "O que eu faço agora, quando vou gravar um filme, eu sempre pergunto sobre a igualdade de salários. Eu questiono quanto eles estão me oferecendo em comparação com um ator."

A atriz, que é defensora da igualdade de gênero em Hollywood, revelou que, no passado, quando lhe ofereciam um trabalho, os produtores não a deixavam assinar o contrato até que eles tivessem como certo quem seria o ator principal. A partir daí, eles calculavam o salário dele e sabiam o quanto teriam de dinheiro restante para pagar o salário dela. "Eu não quero isso para a minha vida. Não quero estar em um set em que eu esteja fazendo o mesmo trabalho que outra pessoa e ganhando cinco vezes menos."

Hoje, Chastain não aceita mais trabalhos em que a produção lhe uma oferece uma proposta e pede para esperar pela contratação do ator. "Não determine meu valor baseado no que resta de dinheiro", afirmou a atriz. Ela relata que chegou a recusar um grande trabalho recentemente por conta dessa situação. Jessica revelou que a questão não era o dinheiro, mas a diferença salarial entre homens e mulheres. "O poder do 'não' significa que você está ensinando às pessoas como te tratar."