Em documentário, Priscilla Presley diz que Elvis se suicidou

Redação - O Estado de S.Paulo

'Ele sabia o que estava fazendo e o que poderia acontecer se errasse a dose', disse ela sobre overdose de remédios, que foi tratada pelos médicos como acidental na época

Elvis Presley, sua mulher Priscilla e a filha Lisa em 1971.

Elvis Presley, sua mulher Priscilla e a filha Lisa em 1971. Foto: Acervo Estadão

Em um novo documentário sobre Elvis Presley, a HBO traz detalhes desconhecidos sobre a vida e morte do cantor. Em Elvis Presley: The Searcher, Priscilla, viúva do artista, afirma que ele se suicidou, ingerindo medicamentos em excesso propositalmente. As informações são do The Sun.  

"Ele sabia o que estava fazendo e o que poderia acontecer [se errasse a dose]. As pessoas me perguntam o motivo de eu não ter feito nada, mas eu, as pessoas próximas a ele falávamos, mas ninguém conseguia falar o que Elvis deveria fazer ou não", disse Priscilla em um vídeo feito após a morte do cantor.

Os médicos que constataram a morte de Elvis sempre trabalharam com a hipótese de overdose acidental de medicamentos para emagrecer. Entretanto, outras revelações recentes corroboram com a tese de que o cantor teria aumentado a dose dos remédios de forma proposital.

Em cartas divulgadas há alguns meses por Joe Esposito, amigo pessoal de Elvis, há trechos em que o cantor fala: "Eu estou doente e cansado de minha vida, eu preciso descansar".

Elvis morreu em 16 de agosto de 1977, aos 42 anos. O documentário estreia no dia 14 de abril na HBO. Assista ao trailer abaixo: