Em carta aberta, Marcos diz que Emilly pediu sua expulsão do 'BBB17'

Redação - O Estado de S.Paulo

Cirurgião plástico foi indiciado por agressão durante o período de confinamento

Marcos foi expulso do 'BBB17' após a polícia concluir que houve agressão dele contra Emilly. 

Marcos foi expulso do 'BBB17' após a polícia concluir que houve agressão dele contra Emilly.  Foto: Globo/Paulo Belote

O ex-BBB Marcos Harter publicou uma longa carta em sua página oficial no Facebook neste sábado, 22, e deu detalhes sobre o que ocorreu dentro do BBB17 e que não foi exibido pela Globo.

No dia de sua expulsão do programa, o médico diz que Emilly foi chamada por diversas vezes ao confessionário e não lhe contou o motivo. Durante as horas finais, segundo o texto, ela teria se afastado dele por já saber que ele seria retirado do programa.

Horas depois, Marcos foi chamado ao confessionário e não mais voltou para a casa. Ele relata que gritava de dentro da sala, pedindo para a ex-namorada retirar a acusação que ela havia feito. "Infelizmente também sei o que você sentiu quando ouviu meus gritos aos prantos na porta do lado de dentro do confessionario pedindo pra você retirar a acusação que havia feito às 20h daquele dia", diz.

Marcos encerra seu texto com um "adeus", colocando fim às esperanças que os fãs tinham sobre a continuidade do relacionamento com Emilly fora do programa.

Nas redes sociais, a torcida do ex-casal se dividiu. A hashtag #EmillyJudas contava com mais de 25 mil citações no Twitter até a publicação desta notícia, com parte do público apoiando o médico. Já citação 'Esse Marcos' somava pouco mais de 12 mil menções, feita pela parcela que se coloca ao lado da vencedora do BBB17.

Confira abaixo a íntegra da carta publicada por Marcos Harter:

Entenda o caso. Marcos foi expulso do BBB17 na reta final após ser acusado de agredir, mais de uma vez, a campeã da edição, Emilly, com quem manteve um relacionamento amoroso ao longo da competição.

O médico prestou depoimento sobre a suspeita de agressão na Delegacia de Atendimento à Mulher (DEAM) de Jacarepaguá, no dia 12. Emilly também compareceu ao local nesta semana para prestar sua versão do caso.

"Jamais tive a intenção de machucar física ou emocionalmente uma pessoa pela qual nutri tanto carinho e afeto. O programa tem um formato destinado a levar o nosso emocional ao limite e, consequentemente os nervos à flor da pele", disse Marcos em um comunicado em seu Twitter.

Dentro da casa, Emilly chegou a mandar um recado para Marcos, após sua expulsão: “Quero deixar claro que sei que tu nunca teria intenção de me machucar. Espero que esteja bem, com a tua família, quero que dê tudo certo”. Após a saída, eles não voltaram a se falar.