Demi Lovato fala sobre distúrbios psicológicos: 'É possível viver bem'

- O Estado de S.Paulo

Cantora espera que, no futuro, falar sobre problemas psicológicos não seja mais um tabu

Demi Lovato espera que, no futuro, falar sobre problemas psicológicos não seja mais um tabu. 

Demi Lovato espera que, no futuro, falar sobre problemas psicológicos não seja mais um tabu.  Foto: REUTERS/Danny Moloshok

Demi Lovato já falou abertamente sobre seus distúrbios alimentares e problemas psicológicos diversas vezes e, recentemente, voltou a comentar sobre o assunto na semana passada numa entrevista à Revista People.

"Se você conhece alguém ou se você mesmo está lidando com isso, saiba que é possível viver bem. Eu sou a prova viva disso", disse Demi. A cantora contou que, para isso, é preciso um esforço diário e aceitar que precisa de ajuda, seja de familiares, de amigos e, principalmente, de especialistas. "Esse relacionamento tem que ser contínuo – não é só ver um terapeuta ou um psiquiatra de vez em quando, é algo que você precisa manter para ter certeza de que conseguirá viver com esse transtorno mental", explicou Demi.

A cantora costuma ajudar ONGs que tratam sobre saúde mental e, recentemente, tornou-se sócia de uma clínica de reabilitação para viciados em álcool e drogas. Ela acredita que ações desse tipo são importantes para que transtornos psiquiátricos não sejam mais um tabu.

"Os jovens de hoje são parte de uma geração que, eu espero, vai mudar o futuro para que, na próxima geração, falar sobre transtornos mentais não seja um tabu", acredita.