Das telas para os palcos: Youtubers fazem sucesso ao se aventurar no teatro

André Carlos Zorzi - O Estado de S.Paulo

É cada vez mais frequente que rostos conhecidos da internet façam seus próprios espetáculos teatrais

Casa cheia em Ribeirão Preto para o espetáculo 'Minha Vida Não Faz Sentido'
 

Casa cheia em Ribeirão Preto para o espetáculo 'Minha Vida Não Faz Sentido'   Foto: Reprodução / Instagram

Nos últimos anos, diversos youtubers com milhões de seguidores em seus canais, como Felipe Neto, Whindersson Nunes, Pedro Rezende, Kéfera, Bianca Andrade, Mussoumano e Júlio Cocielo decidiram partir também para outra área do mundo do entretenimento. Se você pensou em televisão, está enganado: Estamos falando sobre teatro.

Na maioria das vezes, a peça funciona como uma espécie de "extensão" aos vídeos, com o jeito e o tema do canal preservados, diferenciando-se principalmente pela possibilidade de os fãs verem os ídolos de perto.

Mesmo com um conteúdo próximo ao que pode ser visto gratuitamente em seus vídeos na internet, o preço das principais peças costuma variar entre R$70 e R$100 a entrada inteira. Vale lembrar que o valor pode ser suavizado para a maior parte do público, composto muitas vezes por estudantes, que pagam meia-entrada.  

O piauiense fez suas piadas e cantou suas músicas para cinco platéias lotadas na cidade de Goiânia
 

O piauiense fez suas piadas e cantou suas músicas para cinco platéias lotadas na cidade de Goiânia   Foto: Reprodução / Instagram

Em geral, os artistas garantem que vale a pena colocar a mão no bolso para curtir a experiência. "O relato que eu mais recebo após a peça é: 'Eu vim achando que seria uma coisa, mas estou surpreendido'. No palco eu posso explorar mais a expressão corporal, o espaço, é mais livre!", comenta Felipe Neto, que já levou mais de 50 mil pessoas ao teatro para assistir Minha Vida Não Faz Sentido, que possui uma essência muito parecida com a de seu canal, o Não Faz Sentido.

Alex Monteiro, sócio de uma empresa que faz a transição das telas para os palcos de diversos youtubers, a Non-Stop, comenta como surgiu a ideia: "As pessoas tinham sede para vê-los de perto, daí pensamos nos espetáculos. Nosso projeto é tornar real o que surge no digital".

De acordo com ele, a relação com a classe artística, que agora divide os holofotes teatrais com personalidades da internet, não é conflituosa. "Não recebemos crítica, afinal, também são artistas expondo suas artes. A maioria deles cria texto, atua, grava e edita em seu canal", comenta. Whindersson Nunes concorda: "Somos artistas como quaisquer outros. Existe espaço para todos".

'Rezende Evil' ao lado dos personagens de sua peça
 

'Rezende Evil' ao lado dos personagens de sua peça   Foto: Reprodução / Instagram

O piauiense, que usa o extravagante nome próprio tanto em seu canal como em sua peça, onde conta histórias engraçadas e entoa canções de sua autoria, também ressalta a experiência de passar por diversas cidades ao redor de todo o País, atingindo um público que muitas vezes fica distante de seus ídolos: "Uma vez dois caras se esconderam no camarim, e ficaram lá o dia inteiro, só pra me ver, e na hora que cheguei ao teatro, pularam em mim! Apesar do susto, foi muito engraçado".

A ideia conquistou até mesmo canais gamers, como o Rezende Evil, que possui mais de 2,5 bilhões de visualizações, em sua maioria vindas do público infantil que acompanha suas histórias e séries gravadas no jogo Minecraft.

"Temos um telão em que é projetado o filme, e, no palco, temos dois bonecos em tamanho real que interagem. É uma continuação da série 'Paraíso' do meu canal, e eu também participo durante o espetáculo", conta Pedro Rezende, que dá nome a Rezende em Paraíso - O Espetáculo.

Cientista fará uma experiência nos palcos da capital paulista
 

Cientista fará uma experiência nos palcos da capital paulista   Foto: Reprodução / Facebook

A experiência teatral também deixa de ficar restrita somente aos canais de entretenimento. Pirula, biólogo que faz sucesso com vídeos longos e informativos, especialmente sobre assuntos científicos, já está com data marcada para estrear no palco, num formato voltado à sua área. Para ele, a vantagem do teatro se dá pela maior proximidade com o público.

"A principal diferença será a forma de abordagem: Não será um tema restrito, e sim algo mais amplo. Em vídeo é algo difícil de fazer, mas é perfeito para palestras, já que dá margem ao debate. A ideia é deixar a galera perguntar e responder na hora, gerando uma interação muito maior que na internet", explica. 

Resta agora saber se trata-se de uma onda passageira, e o sucesso ainda se dá pelo fator "novidade" das peças, acompanhando o boom do YouTube e das redes sociais nos últimos anos, ou se estamos vendo o início de um novo tipo de espetáculo que veio para ficar.

 

Confira abaixo a agenda dos espetáculos:

Rezende em Paraíso - O Espetáculo (Rezende Evil)

Minha Vida Não Faz Sentido (Felipe Neto) 

Whindersson Nunes

Pirula em: A ciência só está certa quando concorda comigo