Cate Blanchett diz que foi assediada por Harvey Weinstein

Redação - O Estado de S.Paulo

'Há camadas e camadas de assédio sexual', disse a atriz, que não especificou

A atriz Cate Blanchett.

A atriz Cate Blanchett. Foto: Chris Pizzello/Invision/AP

Na última quarta-feira, 2, a revista Variety publicou uma extensa entrevista com Cate Blanchet, na qual ela fala sobre movimentos de igualdade entre gêneros e também revela ter sido assediada por Harvey Weinstein, mas não explica exatamente como. 

Quando questionada se foi assediada por Weinstein, ela diz: "Sim. Eu acho que ele primeiro focou, como a maioria dos assediadores, nas mais vulneráveis. Eu quero dizer que tive uma sensação ruim com ele... ele dizia para mim com frequência: 'Nós não somos amigos', porque, bem, eu não fazia o que ele me pedia para fazer".

O entrevistador então pergunta o que exatamente ele lhe pedia para fazer, mas Cate não quis especificar. "Há camadas e camadas de assédio sexual. Eu fui importunada, claro. Eu não sei se há muitas pessoas que não foram", falou.

"Eu estou realmente interessada nas pessoas que transgridem de maneiras além dos limites da ofensiva, no que as pessoas como Harvey fizeram, e que há homens em muitas áreas que fizeram isso. Ele foi eleito como um exemplo porque ele é, infelizmente, um certo tipo comum de homem. Eu estou interessada nessas pessoas sendo processadas. Nós temos de estabelecer um precedente legal", disse Cate.

Cate disse ainda que espera que Weinstein seja preso. "Bem, eu espero que ele vá. Estupro é crime, da última vez que eu vi. Acho que é muito importante que as pessoas sejam julgadas pelo sistema judicial. É um braço realmente importante da democracia que devemos defender porque está sob ameaça de muitos interesses diferentes", falou.