Casamento de Harry e Meghan terá doces feitos por confeitaria italiana

Agência Ansa - ANSA

Confeitaria Pelino faz doces apenas com açúcar e amêndoas e já serviram seus produtos nos casamentos de Charles e Diana e de William e Kate

Harry e Meghan Markle vão se casar no dia 19 de maio.

Harry e Meghan Markle vão se casar no dia 19 de maio. Foto: Chris Jackson/Reuters

A confeitaria italiana Pelino, localizada na cidade de Sulmona, em Abruzzo, anunciou nesta quarta-feira, 16, que vai produzir doces para o casamento do príncipe Harry com a atriz Meghan Markle.   

"É uma tradição para a empresa, que está ligada à coroa inglesa há um longo tempo. Primeiro, fizemos doces para o casamento de Charles e Diana, depois, para William e Kate", revelou a confeitaria através de um comunicado.    Os confeitos de amêndoas são feitos sem farinha e amido, apenas com açúcar e amêndoas de Avola, uma pequena cidade da região da Sicília, no sul do país.   

Segundo a empresa, as receitas dos confetes [doces italianos tradicionalmente dados aos convidados de casamentos, aniversários e batizados] datam do ano 1400, original da própria cidade de Sulmona. A Palino também faz parte da associação internacional Les Hènoiken que, desde 1981, agrupa todas as empresas do ramo da confeitaria consideradas históricas.   

"Nós não podemos deixar de estar satisfeitos em poder celebrar o enésimo casamento real com nossos doces. Estamos acostumados com eventos importantes, especialmente com a Coroa britânica. É sempre um estímulo e um ato de gratidão com o nosso trabalho, que levamos adiante desde 1783 de pai para filho", concluiu a confeitaria.   

O casamento entre o príncipe Harry e a atriz americana Meghan Markle será realizado no dia 19 de maio, a partir do meio dia (por volta das 8h no horário de Brasília).