Cartazes nas ruas de Los Angeles acusam Meryl Streep de saber sobre abusos de Harvey Weinstein

Redação - O Estado de S.Paulo

Há alguns dias, a atriz enviou um comunicado à imprensa negando as acusações

Meryl Streep foi vítima de ataques em cartazes espalhados por Los Angeles, que a acusam de saber sobre os abusos sexuais cometidos por Harvey Weinstein. 

Meryl Streep foi vítima de ataques em cartazes espalhados por Los Angeles, que a acusam de saber sobre os abusos sexuais cometidos por Harvey Weinstein.  Foto: REUTERS/Peter Nicholls | REUTERS/Mario Anzuoni

Desde a última terça-feira, 19, há vários cartazes de Meryl Streep ao lado de Harvey Weinstein espalhados por Los Angeles, nos Estados Unidos, alegando que ela sabia sobre os abusos sexuais que o produtor foi acusado de cometer contra mulheres de Hollywood.

A atriz já havia negado as acusações. "Eu não sabia sobre esses casos: eu não sabia nada sobre seus acordos financeiros com atrizes e colegas; não sabia sobre ele ter reuniões em hotéis, em seu banheiro ou nenhum ato coercitivo e inapropriado. E, se todos soubessem, eu não acredito que todos os repórteres investigativos na mídia de entretenimento e hard news teriam negligenciado por décadas até escreverem sobre isso", falou ela em comunicado enviado à imprensa.

As imagens dos cartazes estão sendo compartilhadas nas redes sociais, e ainda não se sabe quem distribui os cartazes nas ruas.