Anitta critica 'ódio gratuito' de fãs por não opinar sobre caso de vereadora assassinada

Redação - O Estado de S.Paulo

'De esquerda, direita, o que for, ninguém merece morrer', escreveu cantora em homenagem a Marielle Franco

Cantora não gostou dos comentários de ódio feitos por internautas sobre o caso

Cantora não gostou dos comentários de ódio feitos por internautas sobre o caso Foto: Instagram / @anitta

Muitos artistas comentaram a morte de Marielle Franco (PSOL-RJ), vereadora do Rio de Janeiro assassinada a tiros na última quarta-feira, 14, mas os fãs ainda esperavam pelo posicionamento de uma cantora. Anitta se manifestou sobre o caso nesta segunda-feira, 19, com um tom ácido direcionado àqueles que a cobravam por uma opinião. 

“Essa seria a melhor demonstração da frase 'o feitiço virou contra o feiticeiro' que já presenciei. Quem achou que calaria uma voz tão alta com um tiro se enganou. Milhões de brasileiros fizeram com que essa morte não fosse em vão e não se calasse. Eles pensam 'daqui um mês o povo esquece'. Não se esqueça, povo, por favor”, escreveu a carioca em seu Instagram.

Ela postou uma foto dos protestos que ocorreram na Avenida Paulista, em São Paulo, em resposta à morte da vereadora, e disse que pretendia esperar alguns meses para expressar sua opinião. Contudo, resolveu fazer a postagem agora porque não teve “muita paciência para aturar o ódio gratuito dos internautas”.

“Se ela não fosse feminista como eu, também teria meus sentimentos; se não fosse favelada como eu, também teria meus sentimentos. De esquerda, direita, hétero, gay, pecador, religioso, o que for... Ninguém merece morrer”, falou.

Após a publicação desta matéria, Anitta editou sua postagem. Ela manteve a foto, mas retirou todo o texto que havia escrito e o substituiu por um coração partido. Confira:

 

Uma publicação compartilhada por anitta (@anitta) em